Ministério da Saúde assina ordem de serviço para expansão do Serviço de Radioterapia da FCecon

O Ministério da Saúde (MS) liberou, nesta quinta-feira, 9, a ordem de serviço para o início da obra de expansão do Serviço de Radioterapia da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (Susam). De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Pedro Elias de Souza, a construção iniciará de imediato, com previsão de conclusão em janeiro do próximo ano. “A medida faz parte do Plano de Expansão da Atenção Oncológica do Governo Federal e possibilitará a ampliação da oferta de tratamento na unidade, que é referência no diagnóstico e tratamento do câncer na Amazônia Ocidental”, destacou.

reunião-ministério-1-500x213

Segundo o secretário, o Governo do Estado tem priorizado a Fundação, por entender a importância da instituição à sociedade. Ele reforçou que a expansão do serviço foi iniciada pelo Estado, com a construção de uma casamata, prevista para ser inaugurada em julho deste ano. “Trata-se de uma estrutura reforçada de concreto e chumbo que abriga um acelerador linear, tecnologia de ponta em radioterapia que duplicará a oferta do tratamento no Estado ainda este ano”, explicou. Além disso, a Susam está viabilizando a aquisição de um novo aparelho de Braquiterapia – uma das modalidades de radioterapia -, cujo processo está em fase de licitação.

 O diretor-presidente da FCecon, cirurgião oncológico Marco Antônio Ricci, explicou que o MS construirá a segunda casamata na unidade e doará à instituição mais um acelerador linear. “Isso fará com que tenhamos um dos parques radioterápicos mais completos do SUS (Sistema Único de Saúde) no Norte do País. Passaremos a contar com quatro aparelhos de radioterapia, o que nos dará suporte no futuro para nossa demanda, que é cada vez mais crescente”, destacou.

O engenheiro João Racy Neto, responsável do Ministério da Saúde pela obra no Amazonas, explicou que a construção da casamata se dará em 180 dias, conforme previsto em contrato. A expectativa é que, com a chegada do aparelho, de fabricação americana, o sistema passe a operar até março de 2017. Ele esclareceu que a empresa vencedora da licitação para dar andamento à obra é a Eletron Engenharia Ltda. Além do Amazonas, o Plano de Expansão do Governo Federal contempla outras quatro capitais do Norte. São elas: Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Boa Vista (RR) e Macapá (AP), a maioria deles responsável por parte da demanda atendida hoje na FCecon.

Close