Mais de 1,2 mil profissionais de Segurança Pública serão beneficiados com Lei de Curso, anunciada por Wilson Lima

Além de valorizar profissionais qualificados, governo também dispõe de curso para formação de mestres e doutores

Cerca de 1,2 mil policiais e bombeiros militares serão beneficiados com a Gratificação de Curso (GC) anunciada pelo governador Wilson Lima. As bonificações, incorporadas ao salário do servidor após a finalização da especialização, serão de 25% para pós-graduação, 30% para mestrado e 35% para doutorado. A novidade integra as ações do Amazonas Mais Seguro, um amplo programa de investimentos na Segurança Pública estadual, com previsão de aquisição de novas tecnologias, melhorias na infraestrutura e nos recursos humanos.

“Ela [a Lei de Curso] é importante para reconhecer aquele policial que está buscando sua qualificação. Para quem tem mestrado, doutorado, haverá um acréscimo percentual ao salário desse policial sobre o soldo e a gratificação é um ganho real, porque ele leva isso para aposentadoria dele, leva para casa. Isso é resultado de muito trabalho do nosso governo e de priorizar aquilo que é importante, e segurança pública é fundamental e indispensável”, destacou o governador Wilson Lima.

Levantamento da Polícia Militar indica que a corporação possui 862 servidores com especialização, 24 com mestrado e um com doutorado. Já o Corpo de Bombeiros possui 320 profissionais com especialização, 33 com mestrado e quatro com doutorado.

A primeiro-tenente Lívia Daiane está há nove anos na Polícia Militar e acredita que, com a GC, a sociedade amazonense contará com profissionais ainda mais qualificados e motivados. “A Lei de Curso traz um benefício muito grande para a nossa tropa, porque valoriza o policial militar e valoriza o estudo, que ele possa galgar uma pós-graduação, um mestrado, um doutorado, também servindo melhor a sociedade”, disse a primeiro-tenente.

O cabo do Corpo de Bombeiros, Alexandre Viana Jardim, afirma que a iniciativa do Governo do Amazonas representa um marco histórico.

“O governador está valorizando também que o policial se aperfeiçoe para prestar o melhor serviço para a sociedade. O governador está logrando êxito, está resgatando uma injustiça histórica. Agora, com muito mais ênfase, com muito mais valorização do servidor, nós vamos conseguir retornar um produto muito melhor para a sociedade”, reforçou o cabo.

Qualificação – Parceria entre a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), o curso de Mestrado em Segurança Pública, Direitos Humanos e Cidadania já formou 79 mestres e tem sido fundamental no incentivo ao desenvolvimento de pesquisas sobre a área.

As pesquisas abordam aspectos urgentes da sociedade, como a violência contra vulneráveis e a questão carcerária. O curso possui parcerias com as universidades federais de Roraima, Pará, Bahia e Vila Velha (ES) e vínculos de parceria do curso com pesquisadores da Universidade de São Paulo e de Salerno, na Itália.

Policiais civis, militares e federais, membros das Forças Armadas, professores e servidores de órgãos como Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) estão entre os formados no mestrado, criado em 2012.

Related Articles

Check Also

Close
Close