Levando ‘levar dose de esperança a quem precisa’, servidor atua como voluntário na vacinação em Manacapuru

Força-tarefa para aceleração da imunização conta com mais de 200 servidores estaduais divididos em Manacapuru e Novo Airão

O enfermeiro Marcos Fernandes, da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), abriu mão do que poderia ser um dia de descanso neste sábado (19/06) e viajou para Manacapuru, para atuar como voluntário no mutirão Vacina Amazonas. O profissional de saúde integra um grupo que conta com mais de 200 servidores estaduais empenhados numa força-tarefa para acelerar a vacinação contra a Covid-19 no interior do estado, em parceria com as prefeituras de Manacapuru e Novo Airão.

“A movimentação de trazer essa dose de esperança para a comunidade, para a população, mexeu comigo observando os meus colegas enfermeiros também atuando. Então me voluntariei para vir para Manacapuru e vou para outros municípios também, para poder levar essa dose de esperança para quem precisa. Eu dediquei o meu sábado para isso, porque a população se vacinando, isso acaba me atingindo também, como pessoa”, afirmou o vacinador voluntário.

Ele também destacou a importância da atuação conjunta entre o Governo do Amazonas e as prefeituras. “Eu acho muito importante essa parceria do Governo com os prefeitos, com os secretários municipais de saúde, porque através dessas ações a gente consegue atingir um número maior de pessoas”, acrescentou Marcos Fernandes.

Mutirão – A mobilização Vacina Amazonas, que no final de semana passado vacinou mais de 141 mil pessoas em Manaus, chega ao interior levando uma estrutura que inclui mais de 200 servidores estaduais.

Entre os profissionais estão equipes de diversas secretarias do estado, incluindo vacinadores, técnicos para triagem, cadastramento, apoio logístico, segurança, assistência social e outras áreas; que chegaram aos municípios para reforçar as equipes designadas para o mutirão de imunização.

“Assim como foi na cidade de Manaus, em todos os municípios nós sempre faremos o trabalho em parceria com a prefeitura, mas também disponibilizando, levando a equipe da Secretaria de Saúde de outras secretarias. Nós temos praticamente envolvidas todas as secretarias do estado, num contingente de muito mais do que 200 pessoas nessa operação de vacinação. E assim vai ser por todo o interior do Amazonas”, ressaltou o titular interino da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), Sílvio Romano.

Ele enfatiza que os primeiros municípios – Manacapuru e Novo Airão – foram definidos com base em critérios epidemiológicos, e que a ação vai se expandir para outras cidades do interior, à medida que novos lotes de vacinas sejam enviados pelo Ministério da Saúde, para acelerar a vacinação no Amazonas.

“O foco, claro, é nos municípios que tenham aquela maior incidência no momento, e que a gente possa ter uma ação rápida, como é o caso de Manacapuru. Por isso a escolha do município para iniciar essa campanha que vai se estender por todo o Amazonas, de maneira que a gente possa, muito rapidamente, de forma organizada, erradicar a Covid no interior do nosso estado e, consequentemente, na capital e no estado como um todo”, concluiu Romano.

O governador Wilson Lima anunciou, ainda na última quinta-feira (17/06), que o município de Parintins, no Baixo Amazonas, será o próximo a receber a ação, no dia 26 de junho.

O diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), Cristiano Fernandes, ressaltou a importância da celeridade dada à vacinação no estado.

“A gente já aplicou mais de 1,6 milhão de doses da vacina. A estratégia agora é ampliar a vacinação para o interior, atualizar aqueles municípios que ainda estão com dificuldade de avançar na campanha. Hoje estamos aqui em Manacapuru junto com a FVS e toda a Secretaria de Estado de Saúde, além das equipes do Governo, para que a gente faça o mutirão incentivando a população a se vacinar, que é a melhor estratégia, a melhor arma contra a Covid-19”, observou Fernandes.

Close