Jurista Mauro Campbell ministrará palestra gratuita na UEA

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mauro Campbell, apresentará, nesta sexta-feira (20), uma palestra gratuita sobre o tema: “Paradigmas Processuais do Novo Código de Processo Civil, uma leitura do STJ”. O evento será realizado, a partir das 18h, no auditório da Escola Superior de Ciências Sociais (ESO), na avenida Castelo Branco, 504, Cachoeirinha, zona sul.

mauro

 A palestra será realizada durante o lançamento do livro “Reparação de Dano Ambiental: Ação Civil Pública”, da professora da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Glaucia Ribeiro. Campbell vem a Manaus especialmente para o lançamento da obra.

O livro aborda a questão da Reparação de Dano Ambiental a partir da Lei n. 7.347/85, na tutela do meio ambiente. Conforme a autora, essa lei abrangeu a titularidade ativa dos interesses ambientais às outras entidades públicas e privadas, dentre as quais as associações que tenham um mínimo de representatividade.

“Meu objetivo é dizer para os alunos que o conhecimento vale à pena. Sem conhecimento, não é possível transformar o mundo, e, consequentemente, alçar voos”, afirmou a autora da obra. O livro será publicado pelo selo “UEA Edições”.

Glaucia Maria é professora assistente de direito administrativo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Atuou como diretora eleita da Escola Superior de Ciências Sociais (ESO) – biênio 2013/2014. Doutoranda em Saúde Coletiva na Área de Concentração Política, Planejamento e Administração em Saúde. Atualmente, ocupa a função de Pró-Reitora de Planejamento da UEA.

Sobre Mauro Campbell – O amazonense Mauro Campbell é promotor de Justiça de carreira, posto o qual renunciou em 2008 para assumir o posto de magistrado do STJ. Ele foi procurador geral de Justiça do Amazonas três vezes. Entrou para o Ministério Público em 1987. O ministro amazonense tem várias passagens pelo Executivo. Entre março de 1991 e outubro de 1993, foi Secretário de Estado de Justiça. Ainda em 1993, assumiu o cargo de  Secretário de Estado de Segurança Pública, no qual permaneceu até 1995.

Close