Internos fazem fumacê em unidade prisional de Humaitá

Uma equipe de vigilância em saúde realizou uma ação preventiva de combate ao mosquito transmissor da dengue (Aedes aegypti) na Unidade Prisional de Humaitá, localizado a 675 quilômetros de Manaus, na manhã de quinta-feira (14/02). Os trabalhos contaram com o apoio dos internos, agentes penitenciários e vigilantes de saúde. 

A ação foi promovida pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), por meio da Coordenadoria de Saúde do Sistema Penitenciário do Amazonas (CSSP-AM), em parceria com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS).

A aplicação do inseticida é fundamental para evitar a proliferação do mosquito, que além do vírus da dengue também transmite o Zika Vírus (ZKV) e Chikungunya (CHIKV). Para agilizar o combate foi utilizado o fumacê, que é o modo mais eficaz por lançar um inseticida por meio da pulverização, atingindo os locais de maior concentração dos mosquitos.

De acordo com o diretor da unidade, Ernandes Peres, os internos receberam treinamento para manusear o equipamento. Ele ressalta que os presos podem entrar no projeto de remição de pena pelo trabalho não remunerado, pois o serviço atende a todas as comunidades próximas da unidade prisional.

Related Articles

Close