Ideb 2019: AM é um dos sete estados que alcançaram metas do Ensino Fundamental

Rede pública estadual ultrapassou as metas dos Anos Finais e Iniciais

O Amazonas é um dos sete estados brasileiros que conseguiram alcançar a meta projetada pelo Ministério da Educação (MEC) para o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2019, nos Anos Finais do Ensino Fundamental. Os números foram divulgados nesta terça-feira (15/09), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

No ranking geral, que considera os resultados das redes privada, estadual e municipal para os anos finais do Ensino Fundamental, o Amazonas está ao lado de outros seis estados: Alagoas, Pernambuco, Piauí, Paraná, Goiás e Ceará. Nessa modalidade, os amazonenses alcançaram 4,6 pontos, enquanto a meta estipulada era de 4,5.

Os resultados mostram ainda que a rede pública estadual de ensino superou as metas nacionais colocadas pela avaliação, que acontece a cada dois anos. Nos Anos Iniciais, a rede estadual superou em 0,6 a meta de 5,2 definida pelo Ministério da Educação (MEC) para 2019, ao alcançar o resultado de 5,8 pontos. Com o resultado, a rede estadual também já superou a meta de 5,5 definida para o Ideb de 2021.

A manutenção do índice, que é idêntico ao da edição passada, rendeu ao Amazonas o 9º melhor resultado nacional entre as 27 unidades federativas do país. Já nos Anos Finais, a rede estadual também superou a meta em 0,2, mantendo a marca de 4,6 pontos e garantindo o 5º melhor resultado no ranking nacional.

“Nos Anos Finais do Ensino Fundamental, apenas sete estados atingiram as metas projetadas pelo MEC e o Amazonas foi um deles. Nos Anos Iniciais, estamos quase 12% acima do previsto. Mesmo em um cenário adverso, de sucessivas greves e descontinuidade de gestão e políticas em educação, nós conseguimos alcançar esses resultados. Isso é fruto de um trabalho abnegado da equipe da Seduc e, mais do que isso, dos nossos professores e trabalhadores da educação, que têm dedicado seus dias a transformar com afinco o futuro do nosso estado”, afirmou o secretário de Estado de Educação e Desporto em exercício, Luis Fabian Barbosa.

Ensino Médio – Ao alcançar os 3,5 pontos no Ensino Médio, a rede pública estadual interrompe ainda a queda nos índices dessa modalidade de ensino. Em 2015, o Amazonas alcançou 3,5 pontos, caindo para 3,3 na avaliação seguinte. Para o governador do Amazonas, Wilson Lima, os resultados do Ensino Médio colocam a rede estadual de ensino novamente em sua melhor posição já registrada durante todo o período de avaliação.

“Nós interrompemos uma série de queda, da mesma forma que isso tem acontecido para o Ensino Fundamental. Ainda não é o que nós queremos, mas é um forte indicativo do resultado das ações que nós estamos tomando. Nós temos uma preocupação para os próximos anos porque nós temos agora o problema da pandemia, o Ensino Médio voltou, mas de forma híbrida, e ainda temos o Ensino Fundamental para retornar”, afirmou Wilson Lima.

De acordo com o governador, o Governo do Estado tem trabalhado para garantir o crescimento dos índices. “Nós tivemos um prejuízo muito grande já por conta desse período em que as atividades ficaram paradas. Então a gente está trabalhando para que nós possamos manter esses números favoráveis no Ideb, e consequentemente quem ganha é a população”, ressatou Lima.

Desde 2005, somente em 2015 a Secretaria de Educação alcançou os 3,5 pontos.

Close