Governo do Amazonas presta auxílio na logística para alimentação de rebanho do Careiro da Várzea

Atendendo pedido da Associação dos Pecuaristas do Careiro da Várzea (APCV), o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), viabilizou o transporte de casca de soja (casquilho) entre o porto de Itacoatiara e o depósito da empresa Gutierrez, no Careiro da Várzea, por via terrestre, cobrindo uma distância de 298 quilômetros entre as duas localidades.

O produto, com alto valor nutricional, é destinado à alimentação do rebanho do município, cujas áreas de pastagens foram alagadas durante o último período de cheias na região, gerando perda de todas as pastagens localizadas em terras atingidas pelas águas. O município tem 90% de suas terras em área de várzea, e o nível alcançado pela cheia de 2021 fez com que o deslocamento dos animais para terras altas fosse antecipado em dois meses e seu retorno aos terrenos de costume irá sofrer um atraso de outros dois meses, devendo ser normalizado o processo no final de outubro.

O Departamento de Transporte da Sepror disponibilizou um caminhão-baú com motorista para transferir as primeiras 22 toneladas de casquilho de soja que foram adquiridas pelos pecuaristas do Careiro da Várzea. Cada viagem é de aproximadamente 600 quilômetros, ida e volta, a partir de Manaus. A operação se estenderá até pelos próximos meses, também com o transporte de outros produtos de suplemento alimentar dos animais, como milho e ração, até que as condições de pastagens permitam a alimentação tradicional do rebanho, segundo informou o vice-presidente da APCV, Marcos Silva.

“Isto significa que não temos mais a alimentação em forma de capim para os animais, estimando-se assim que as perdas poderiam ser imensuráveis, não fosse a parceria com a Sepror, que está apoiando no transporte, o que resultou na economia de 20% no valor operacional de cada pecuarista, seja ele associado da APCV ou não. Só temos a agradecer ao Governo do Estado, que não tem medido esforços para garantir alimentação para o rebanho de nosso município”, disse Marcos Silva.

Close