Em 2021, Afeam registra maior número de operações de crédito de seus 22 anos de existência

Modernização do sistema, determinada pelo Governo do Amazonas, resultou em mais de 20 mil operações de crédito no ano

Atingindo uma marca histórica em 22 anos de existência, a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) realizou, ao longo de 2021, mais de 20 mil operações de crédito em todo o Amazonas. No programa Crédito Emergencial, delineado pelo Governo do Amazonas, houve investimento de aproximadamente R$ 174 milhões, sendo 71,5% desse montante aplicado no interior, beneficiando principalmente pequenos empreendedores.

De acordo com o diretor-presidente da Afeam, Marcos Vinicius Castro, os números alcançados são resultado do trabalho alinhado do Governo do Estado e do compromisso da gestão em atender a população com linhas de crédito para investimento em diversos segmentos econômicos.

“Isso é uma marca do governo Wilson Lima, que estamos hoje com 71,5% aplicados no interior do estado, ou seja, cobrindo rigorosamente o que está concebido na nossa constituição estadual. Graças a Deus, neste ano conseguimos atingir essa marca, e não só no interior, mas em volume total também”, pontuou Marcos Vinicius.

Modernização do sistema – Desde 2020, com a chegada da pandemia de Covid-19, a Afeam otimizou os serviços prestados à população com o cadastro para análise de linhas de crédito de forma totalmente virtual, com objetivo de reduzir a propagação do vírus. A medida também possibilitou alcançar pessoas que buscavam linhas de crédito nas regiões mais distantes no Amazonas.

“Com esse crédito on-line, sem a presença do poder público indo lá, como nós íamos, por exemplo, a São Gabriel da Cachoeira em maio. Se o cliente estivesse com alguma restrição, somente em maio do outro ano teria oportunidade. E foi essa a grande sacada: hoje não temos mais dotação orçamentária por município. O crédito é on-line”, explicou.

Alternativa de renegociação – Além de reduzir juros, equalizando taxas para a linha de crédito emergencial, a Afeam aprovou a renegociação emergencial de contratos ativos com possibilidade de suspensão de pagamentos, por prazos de até 180 dias. Até novembro, foram beneficiados 2.277 empreendedores de todos os portes atendidos pela instituição. Os valores dos contratos renegociados somam mais de R$ 36 milhões.

“Por determinação do governador Wilson Lima, muito sensível à causa em função daquela segunda onda de Covid-19, pensando em formas para não quebrar a economia, pensando em recuperar as atividades, readequamos nosso time, nosso sistema e com isso tivemos uma aceitação muito grande. Conseguimos entrar para a história da Agência de Fomento com a maior aplicação em 22 anos de existência”, concluiu o diretor presidente da Afeam.

Related Articles

Check Also

Close
Close