‘A Caixa Mágica do Natal’ estreia com novidades e protocolos de segurança em prevenção a Covid-19

Temporada acontece entre os dias 6 e 23 de dezembro, no Teatro Amazonas

Quando o pano de boca do Teatro Amazonas subir, no domingo (06/12), o público vai conferir a nova temporada de “A Caixa Mágica do Natal”, que, neste ano, ganhou uma série de protocolos de segurança em prevenção a Covid-19. O espetáculo fica em cartaz até o dia 23 de dezembro, com acesso gratuito e agendamento pelo Portal da Cultura (cultura.am.gov.br) e pelo site do Teatro Amazonas (teatroamazonas.com.br).

Segundo o diretor cênico, Matheus Sabbá, por conta da pandemia, os cuidados com elenco e equipe técnica foram redobrados. Ele conta que várias cenas foram modificadas para respeitar o distanciamento entre os atores.

“Nosso maior desafio é conseguir levar para as pessoas um espetáculo com a mesma qualidade, tendo em vista que tivemos que readequar muitas coisas, como marcação e coreografias. O musical fala de afeto e tinha muito contato em cena e nada disso pode ser feito neste momento, então ressignificamos a proposta”, afirma Sabbá. “Estamos torcendo que seja uma temporada gratificante, que as pessoas gostem muito, porque esse ano tem sido difícil para todo mundo”.

Nos bastidores, o número de pessoas na equipe técnica foi reduzido. Os profissionais envolvidos na montagem do palco, cenários, sonorização e iluminação trabalharam em horários diferenciados para não aglomerar.

“Uma das mudanças no cenário é a caixa de Natal, que, na versão original, era fixa no palco e, agora, vai contar com uma engrenagem para entrar em cena somente quando o diálogo dos personagens acontecer no interior da caixa”, comenta Fred Márcio Barbosa, coordenador de cenografia da Central Técnica de Produção (CTP). “Para montar o palco em uma madrugada, trabalhamos com 20 pessoas, metade dos profissionais que atuaram no ano passado”.

No quesito acessibilidade, a programação natalina no Teatro Amazonas vai contar com intérprete de Libras, audiodescrição e receptivo para atender ao público de pessoas com deficiência.

FOTOS: Michael Dantas

Premiado – Com texto de Thaís Vasconcelos, em 2020, “A Caixa Mágica do Natal” ganhou três categorias do 20º Prêmio Cenym de Teatro Nacional: “Melhor Figurino”, “Melhor Qualidade Técnica” e “Melhor Maquiagem” no mês de novembro e venceu na categoria “Musical Norte”, por voto popular, na segunda edição do Prêmio Brasil Musical em março.

“O prêmio vem comprovar que o conjunto profissional funciona bem e eu atribuo o resultado ao fato de a equipe técnica trabalhar junto há muito tempo”, destaca Tabbatha Melo, que assina a iluminação do musical. “As equipes não estão juntas no processo de montagem para preservar a segurança de atores e técnica, por uma questão de saúde e para manter o distanciamento, mas seguimos afinados na execução das etapas”.

Em 1h20 de duração e embalado por uma trilha sonora com clássicos de Natal e referências pop, o espetáculo faz uma viagem lúdica pelo universo natalino ao contar a história de uma criança que, após perder a mãe, deixa de acreditar no Natal. Mas tudo muda quando, a pedido de sua avó, abre um baú de memórias, lê uma carta deixada por sua mãe e mergulha num mundo mágico ao lado do duende Jujuba.

A nova montagem do espetáculo conta com a Amazonas Filarmônica e Coral do Amazonas, Corpo de Dança do Amazonas, Balé Folclórico do Amazonas e Coral Infantil do Liceu Claudio Santoro, em formações reduzidas. A direção musical é do maestro Marcelo de Jesus.

Os cenários e figurinos do espetáculo foram todos produzidos pela Central Técnica de Produção (CTP) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. São mais de 130 peças, sendo 50 cabeças, entre perucas e adereços, envolvendo mais de 300 quilos de material, entre eles 50 mil pedrarias.

Close