Home / Agenda Cultural / Valorizando artistas amazonenses, Concerto de Natal conta a história de Jesus resgatando natal à moda antiga

Valorizando artistas amazonenses, Concerto de Natal conta a história de Jesus resgatando natal à moda antiga

A partir da próxima sexta-feira, 16 de dezembro, o público amazonense poderá prestigiar uma releitura inédita da história do nascimento de Jesus com o Concerto de Natal – Natividade. Os detalhes do novo espetáculo foram apresentados nesta terça-feira, 13 de dezembro, em coletiva de imprensa no Palácio da Justiça, no centro de Manaus, com a presença da primeira dama do Estado e presidente de honra do Fundo de Promoção Social (FPS), Edilene Gomes de Oliveira, do secretário de Cultura, Robério Braga, e de artistas e patrocinadores.

JOE_0039-500x333

FOTO – JOEL ARTHUS

 Realizado pelo Governo do Amazonas, por meio do Fundo de Promoção Social (FPS) e da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), o espetáculo acontecerá no palco do Teatro Amazonas até o dia 21 de dezembro e vai mesclar balé, música e dramatização, resgatando o espírito natalino tradicional ‘menos tecnológico e mais lírico’, segundo o diretor do espetáculo, William Pereira.

 “A proposta cênica é como se fosse um grande cartão de natal que vai se abrindo em cena para a população conhecer a vida de Jesus, como uma história contada através dos cartões”, enfatizou o secretário Robério Braga, que também assina a direção geral do auto de Natal. A atração faz parte da programação Um Amor de Natal, realizada pela SEC.

 A obra é inspirada no trabalho “Revelações de Natal”, escrita pelo autor amazonense Marx Carphentier, tem o maestro Luiz Fernando Malheiro na direção musical do espetáculo.  Para a presidente de honra do FPS, Edilene Gomes de Oliveira, o concerto inova não só na linguagem, mas na concepção de realização. O patrocínio da Ambev é fruto da articulação liderada pelo governador José Melo e Edilene Gomes.

“Quero agradecer à Cultura, que se reinventou nessa crise. Agradecer à Ambev, com quem fizemos o Festival de Verão e a Festa do Guaraná em Maués. Sem os parceiros privados e sem o empenho do governador para enfrentar essas dificuldades não seria possível. Sem o ICMS da energia elétrica não teríamos conseguido realizar tanto”, disse Edilene.

Cerca de dois mil profissionais estão envolvidos no espetáculo, entre artistas e técnicos. A história bíblica do nascimento de Jesus será contada em 15 cenas de música e dança com a participação dos artistas dos corpos artísticos do Amazonas. Com patrocínio da Ambev e apoio cultural da água mineral Yara, Vila Amazônia hotel e Fitz Carraldo Bistrô.  “É muito orgulho. Recebemos recursos das entidades privadas e não poderia ser melhor aplicado na área de cultura do que nesse concerto de natal, uma atividade cultural que engrandece nosso país nesse momento de crise”, disse a presidente do Fundo de Promoção Social, Vânia Cyrino Barbosa.

 O espetáculo conta ainda com Flávia Furtado (direção de palco); Maria Lúcia Gurgel (assistente de direção); Fábio Luís Retti (iluminador); Fábio Namatame (figurinista); Juliano Batista (assistente de figurino); e João Guilherme Ripper (compositor).

 As  apresentações acontecem do dia 16 ao dia 21 de dezembro, no Teatro Amazonas. A primeira récita acontece na próxima sexta, 16 de dezembro, às 20h. No sábado, as apresentações acontecem às 17h e às 20h. No domingo, dia 18, terão apresentações às  11h, 17h e às 20h. Na segunda, terça e quarta-feira, as récitas terão início às 20h. A entrada é gratuita. Os espetáculos terão transmissão na televisão pelo AmazonSat, TV A Crítica, Band Amazonas.

O espetáculo e corpo artístico

O elenco principal foi definido no mês de outubro deste ano, após quatro dias de audições, que contou com a participação de 200 candidatos, dos quais foram selecionados 24 artistas para compor os dois elencos que irão se alternar no palco do Teatro Amazonas, durante as apresentações. São eles: Emanuel Conde e Marden Jefite (São José), Dhijana Nobre e Mirian Abad (Maria), Isabelle Sabrié e Patrícia Chaves (Voz da Estrela Guia), Thalita Azevedo e Marinete Negrão (Isabel), Fabiano Cardoso e Miqueias William (Gaspar), Enrique Bravo e Juremir Vieira (Anjo Gabriel, Melchior), Roberto Paulo e Luiz Carlos L. da Silva (Baltasar), Jorjão Pampolha e Davi Chaves (Papai Noel), Katia Freitas e Tamar Freitas (Pastora 1), Carol Martins e Elane Monteiro (Pastora 2), Raquel Machado e Damares Machado (Pastora 3), Vicente Henrique e Paulo Queiroz (Jesus).

 De acordo com o diretor geral do espetáculo, o secretário estadual de Cultura, Robério Braga, os artistas locais vão mostrar, mais uma vez, a qualidade que o corpo artístico do Amazonas adquiriu ao longo dos anos e com base em obra de conceituado escritor, também amazonense. “Fizemos este nobre convite ao escritor Max Carphentier por conhecermos o estilo com que trata o assunto Natal, já que não é a primeira vez que o retrata. E ver sua obra, dirigida por uma equipe de profissionais de alto gabarito da música, das artes cênicas, da dança com o talento de artistas locais, nos enche de alegria, pois originou um espetáculo surpreendente e imperdível, para pessoas de todas as idades, dentro do nosso aniversariante do mês, o Teatro Amazonas!, declarou.

 O poeta, advogado e escritor Max Carphentier (71), membro do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas, da Academia Amazonense de Letras, do Clube da Madrugada e da União Brasileira de Escritores, do Amazonas, revela a alegria de escrever uma obra dedicada especialmente ao espetáculo. “O Natal é um tema inesgotável e eu estou feliz por receber este convite para contextualizar o tema, de forma atual, mas respeitando a tradição da história, deixando uma mensagem de amor e de partilha da riqueza, contada a partir do nascimento do Menino Jesus. Os versos sofreram necessárias adaptações do Ripper e, com certeza, o resultado será magnífico, aliado ao fato de ser dirigido e operacionalizado por uma equipe de profissionais e artistas brilhantes!”.

 O “Concerto de Natal – Natividade” contará, ainda, com a participação da Orquestra Amazonas Filarmônica, do Coral do Amazonas, do Madrigal Ivete Ibiapina, do Corpo de Dança do Amazonas (CDA), do Balé Folclórico do Amazonas, do Grupo Vocal do Coral do Amazonas, do Balé Experimental do CDA, dos grupos de Balé e Coral Infantil do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro.

“Tive a honra de dirigir algumas edições, por meio das quais pude conhecer os artistas manauaras das áreas de música, dança, teatro, artes plásticas e perceber a força dos talentos locais. Talentos, esses, que são uma das maiores razões da existência e sucesso desse evento natalino”, declarou o diretor do espetáculo, William Pereira.

 A exemplo dos outros anos, o evento utiliza várias linguagens em uma mesma “obra de arte” total, como já foi definida por Richard Wagner, e foi com um formato operístico que o Concerto de Natal de 2016 foi concebido. Interpretado por músicos, cantores, bailarinos, atores, artistas visuais e equipe técnica locais.

Sobre a obra 

Natividade  é uma Cantata-Auto de Natal criado a partir da obra de Max Charpentier e com música composta por João Guilherme Ripper, um dos maiores compositores brasileiros contemporâneos, para contar a bela história do nascimento de Cristo e a proposta do projeto é recuperar a magia de natais antigos, das imagens de cartões de natal, dos telões e dos encantamentos que o palco pode criar. De acordo com William Pereira, ”será um espetáculo popular e refinado, ao mesmo tempo, para encantar várias idades, gerações e crenças”.

A primeira parte do espetáculo é a narrativa do nascimento de Jesus, a anunciação, nascimento, chegada dos Reis Magos. Com roupagem de época, os olhos do público se voltarão ao passado e a uma história que atravessa gerações, celebrada anualmente.

A segunda parte aborda o Natal e suas eternas mensagens de amor, paz e esperança, mensagens essas que comungadas até hoje, celebradas e resgatadas pela fé das pessoas, onde o nascimento de Jesus é símbolo de novos e eternos recomeços.

 Com um formato mais compacto, a exemplo de 2015 com o musical “Lágrimas de Brinquedo – O Arauto dos Brinquedos”, o concerto deste ano, será transmitido para todo o Amazonas pela TV A Crítica (Rede Record), pelo A Crítica Mais (Canal 188 Net) e pelo aplicativo A Crítica Play, na sexta-feira (23), às 18h30 e no A Crítica Mais e A Crítica Play, nos dias 24 e 25, às 21h. Já o canal pelo Amazon Sat, (TV Aberta, Canal 44 / Net, Canal 22), no sábado (24), às 21h30, e no domingo (25), às 10h30.

 As apresentações de sexta-feira (16), sábado (17) e domingo (18), que acontecem às 20h, terão transmissão simultânea, em um telão de alta definição com 35 metros quadrados, instalado no Largo de São Sebastião, com 3 mil cadeiras dispostas para acomodar o público.

Inclusão 

Em todas as récitas haverá intérpretes de Libras – Língua Brasileira de Sinais, para pessoas com deficiência auditiva e serviço de audiodescrição, para pessoas com deficiência visual, que também poderão acompanhar a programação elaborada em Braille.

 O Teatro Amazonas possui lugares reservados para pessoas com deficiência física e intelectual, além de monitores capacitados para auxiliar pessoas com qualquer tipo de deficiência.

 A transmissão realizada pela TV A Crítica na sexta-feira (23), às 18h30, terá tradução em Libras e audiodescrição.

Para mais informações sobre outras ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura, acesse facebook.com/culturadoamazonas e o Portal da Cultura (www.cultura.am.gov.br).

Publicidade de Exemplo

About PORTALDOAMAZONAS.COM

Veja Também

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Publicidade de Exemplo