FOTOS: DIVULGAÇÃO/SUSAM

Uma parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e o Corpo de Bombeiros está ajudando a repor os estoques dos bancos de leite materno do Amazonas e a salvar vidas de bebês prematuros no Estado.

A parceria se dá por meio da Diretoria de Saúde da corporação, que disponibiliza uma viatura e um bombeiro para realizar a coleta de leite, diariamente, nas casas das doadoras, reforçando, assim, o trabalho que já é feito pela Susam.

O serviço é essencial para a manutenção dos estoques, que todos os dias ajudam bebês a recuperarem a saúde nas maternidades e hospitais do estado. “O objetivo desse trabalho é garantir os estoques, para que não falte leite para os bebês prematuros, no Estado”, afirma a coordenadora do Banco de Leite do Amazonas, Elizabeth Hardman.

O serviço é realizado por um bombeiro e profissionais de enfermagem de maternidades, que se deslocam até as casas para receber o leite já devidamente coletado pelas doadoras.

O soldado Alexandre Jardim diz que o Corpo de Bombeiro se sente honrado em colaborar com um serviço tão importante na área da saúde. “Estamos ajudando os bebês prematuros que precisam do leite materno, alimento fundamental para o desenvolvimento da criança”, comenta o soldado.

O comandante Geral do Corpo de Bombeiro Militar do Amazonas, Mauro Marcelo Lima Freire, ressalta que a corporação tem procurado auxiliar a população do Estado, para além das ocorrências do dia a dia. “O bombeiro é reconhecido como o amigo certo, nas horas incertas. Por meio do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, queremos ir além dos atendimentos das ocorrências, auxiliando as famílias e, principalmente, as crianças que tanto precisam”, disse ele.

As doadoras agradecem ao serviço, que funciona como mais um estímulo para continuarem ajudando os bancos de leite. Edilene Silva, 30, é doadora desde março, cadastrada no Banco de Leite do Amazonas, que funciona na maternidade Ana Braga, zona Leste. Ela conta que começou a fazer isso, depois de ver uma campanha na TV convocando doadoras.

A dona de casa diz que o serviço regular de coleta na porta de casa é um estímulo e, no caso dela, fez com que passasse a doar toda semana. “Fico muito feliz em ajudar as crianças que estão precisando. Fico satisfeita de poder contribuir com isso”, ressaltou.

Aline de Jesus Mercado, 27, mora do bairro São José, na zona Leste, e se tornou doadora de leite no terceiro filho. A dona de casa conta que enquanto produzir leite continuará doando. “Como tenho três crianças e não tenho carro, fica difícil sair de casa. Então, o serviço que vem aqui em casa facilita tudo. Os Bombeiros estão de parabéns”, elogia Aline.

Em 2017, a doações aos bancos de leite do Amazonas permitiram ajudar a mais de 4,1 mil bebês. A Susam administra três bancos: Banco de Leite Humanos do Amazonas (na Maternidade Ana Braga – alameda Cosme Ferreira, São José, fone: 3647-4234), Banco de Leite Humano da Galileia (avenida Samauma, 630, Monte das Oliveiras, zona norte, fone 3643-5523) e Banco de Leite Humano Fesinha Anzoategui (na Maternidade Balbina Mestrinho, rua Duque de Caxias, 112, Praça 14 de Janeiro, zona sul, fone 3182-4547).

COMPARTILHAR