O senador José Medeiros (Podemos-MT) apresentou o PLS 352/2017 uma proposta para que os policiais possam matar pessoas que estiverem portando armamento de guerra, como um fuzil. O senador disse que os que portam um fuzil têm a intenção de planejar uma ”guerra”.

 

Para o projeto de lei ser aprovado, irá ter que passar por diversas votação no Senado. “Precisamos deixar de ser inocente, pois os inimigos do Estado precisam ter seus direitos humanos revisados”, disse o senador. “O projeto de lei não autoriza matança indiscriminada, mas protege a sociedade dos bandidos que já declararam guerra a lei e a ordem”, declarou Medeiros
O projeto de lei está em tramitação.

COMPARTILHAR