Fotos: Lton Santos / Semed

A secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, participou, na manhã da quinta-feira, 1º/3, da assinatura do Termo de Regime de Colaboração entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed), a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) para implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) nas escolas da rede pública de ensino.

A solenidade, que contou com a participação do secretário de Estado de Educação, Lourenço Braga e do presidente da Undime, Edelson Penaforte Pinto, aconteceu no Centro de Mídias de Educação do Amazonas da Seduc, no bairro Japiim, zona Sul e foi transmitida ao vivo para os 61 municípios do interior do Estado.

A BNCC é um documento normativo, que define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica. Conforme definido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), nº 9.394/1996, a BNCC deve nortear os currículos dos sistemas e redes de ensino das Unidades Federativas, assim como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, do país.

A previsão é de que o processo de implantação da BNCC nas escolas esteja consolidado até 2020. Ao longo 2018, as escolas e redes de ensino deverão se adaptar e rever seus currículos para iniciarem a implementação da nova diretriz em 2019.

A secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, afirmou que esse é um momento de conquista para todos que militam pela Educação no Brasil, uma vez que além de garantir a formação de crianças e adolescentes, vai permitir que cada região insira sua marca cultural e regional na grade curricular.

A Semed vai promover em todas as suas 499 unidades de ensino o dia ‘D’, em que as novas diretrizes serão discutidas com cada professor, uma vez que ocorrerão mudanças no currículo, avaliação e organização do projeto político-pedagógico das escolas. Para isso, uma comissão composta por educadores da Semed e Seduc, participará de uma formação em São Paulo para conduzir as mudanças.

De acordo com secretário da Seduc, Lourenço Braga, é fundamental fazer uma proposta de currículo comum a todas as escolas em beneficio dos estudantes. “A proposta que estamos defendendo é que nessa diversificação do conhecimento, posamos introduzir e disseminar o conhecimento sobre a Amazônia”, comentou.

Para o presidente da Undime, Edelson Penaforte Pinto, a presença dos dois secretários no evento representa a união das redes de ensino, beneficiando prioritariamente os alunos.

COMPARTILHAR