FOTOS: DIVULGAÇÃO/SEDUC

A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc) garantiu, em reunião realizada na tarde da sexta-feira (09/02), com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam), que a data-base da categoria está garantida para o dia 1º de março, como prevê o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS).

A reunião com o Sindicato foi convocada pelo secretário de Educação, professor Lourenço Braga, com o objetivo de dar respostas à categoria, que anseia pelo reajuste salarial, desde 2015. O secretário reiterou o compromisso do novo governo do Amazonas com a Educação e determinou os seguintes encaminhamentos para o primeiro dia útil depois do Carnaval: vai provocar uma nova rodada de negociações, desta vez com a participação do secretário de Fazenda, Alfredo Paes, juntamente com o Sinteam, para discutir os porcentuais do reajuste.

“Temos que ter os dados do orçamento do Estado para definirmos o valor da reposição. Mas garanto que será o maior valor possível e permitido pelo erário estadual. Mas para isso teremos que ouvir o titular o tesouro estadual”, destacou o secretário.

Os demais pontos da pauta de reivindicações foram: o reenquadramento dos servidores (aqueles que se qualificaram com especialização, mestrado e doutorado), a revisão dos valores do vale-alimentação (Sodexo) e do auxílio-localidade (para professores que atuam em comunidades do interior) e o vale-transporte.

O secretário se comprometeu a avaliar todos os pontos da pauta de reivindicações, mas afirmou que a prioridade é o reajuste salarial. “Vamos primeiro resolver a questão do reajuste dos trabalhadores e, em seguida, tratamos das outras demandas, mas garanto que todos os pontos serão analisados com muito cuidado”, destacou Lourenço Braga.

Para o presidente do Sinteam, Marcus Libório, o canal de diálogo mantido com a Seduc tem sido determinante para as negociações da data-base. A participação do sindicato na próxima reunião, para definir os valores do reajuste, será fundamental.

“Vamos buscar uma reunião com o secretário de Fazenda (Alfredo Paes) logo na volta do Carnaval para alinharmos os porcentuais de reajuste”, destacou o secretário de Educação.

Lourenço Braga reafirmou ao presidente do Sindicato seu compromisso de valorizar os servidores da educação. “Temos que valorizar aqueles que fazem a educação no Amazonas e isso passa por melhores salários, qualificação profissional e condições de trabalho”, destacou.

COMPARTILHAR