Neste fim de semana, os agentes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) impediram a entrada de 700 gramas de entorpecentes nas unidades prisionais de Manaus.

No sábado (12/01), duas mulheres foram flagradas tentando entrar com entorpecentes no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) e também um homem, no Centro de Detenção Provisória de Manaus (CDPM). As drogas estavam escondidas nas partes íntimas.

Neste domingo (13/01), uma visitante foi descoberta no Ipat com celular e chip dentro do sutiã.

Os materiais ilícitos foram descobertos durante procedimento de revista, por meio do BodyScan, uma espécie de raio-x instalado em todos os presídios do Amazonas. Os quatro tiveram o cadastro de visitação cancelados e foram encaminhados para a delegacia.

COMPARTILHAR