Em reunião com moradores e lideranças do bairro Lírio do Vale, Zona Oeste de Manaus, o senador e candidato à reeleição, Eduardo Braga (MDB/AM), defendeu, ontem à noite (10/09), a urgência das reformas previdenciária, tributária e fiscal, desde que elas estimulem a geração de empregos e não prejudiquem ainda mais a população mais pobre.

“No caso da reforma da Previdência, que seja feita justiça social. Ela deve ser paga por quem pode e recebe privilégios. Não deve penalizar quem tem renda mensal de um salário mínimo. O que é do povo humilde é sagrado”, disse.

Eduardo afirmou ser favorável, ainda, a regras diferentes para aposentadoria de mulheres e homens. “É óbvio que a mulher, que tem jornada dupla de trabalho, deve se aposentar mais cedo que os homens. Temos que defender o que é certo e justo.”

A respeito das reformas tributária e fiscal, o senador declarou que os congressistas e a população amazonenses devem estar vigilantes para que o modelo Zona Franca de Manaus não seja atingido. “A Zona Franca precisa mesmo é voltar a gerar empregos.”

COMPARTILHAR