Publicado em: 11 de Outubro de 2017 15:25

Seguindo a programação da ‘Semana da Criança’, a Prefeitura de Manaus realizou um passeio especial para crianças com deficiências, na manhã desta quarta-feira, 11/10. Os pequenos conheceram e andaram a cavalo, no Centro de Equoterapia da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), no Dom Pedro, zona Centro-Oeste.

criamças
Foto: Mauro Smith / Semjel

Mais de 40 alunos do Programa ‘Viva as Diferenças’, da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), participaram do passeio com piquenique e interação com os cavalos. “A intenção é levar as crianças para um ambiente além de onde realizam suas atividades diárias e proporcionar um momento de relaxamento e encantamento nessa que é a semana delas”, ressaltou a coordenadora do programa, Wiviane de Jesus.

Giovanni Sales, 13, era só alegria após andar pela primeira vez de cavalo. “Não tive medo. Foi muito legal”, disse. Mãe de Giovanni, a bancária Fraima Sales, 37, contou que o filho evoluiu muito com as atividades oferecidas pela Prefeitura de Manaus. “Ele adora animais e gostou muito das atividades de hoje. Ele tem autismo e desde que começou a participar das atividades no início do ano ele evoluiu muito. Ele gosta muito das aulas de natação”, afirmou.

Já a enfermeira Cléo Salins, 35, destacou as melhoras que o filho, Alfredo Ximenes, 14, teve com as aulas do Programa ‘Viva as Diferenças’. “Cai aquele mito de que as crianças especiais não podem interagir com outras crianças não especiais. Mudou muita coisa. Ele tinha um autismo severo, que chegava a se mutilar. Essas atividades são de extrema importância. Só temos a agradecer a Semjel e a Prefeitura de Manaus”, contou.

‘Equoterapia’

Segundo o tenente Igor Ulysses, chefe do Núcleo de Equoterapia da Polícia Militar do Amazonas, o projeto é desenvolvido desde 1992 e é uma ferramenta de aproximação entre os militares e a sociedade.

 

“Desenvolvemos aqui um trabalho com auxílio para pessoas com deficiências e necessidades especiais. Além de trabalhar com essas crianças que estão aqui hoje a melhoria do desenvolvimento cognitivo, físico e de postura”, explicou.

 

COMPARTILHAR