Fotos: Lucas Silva /Semcom

“Com a alma lavada”. Foi com essa expressão que Joaquim Silva, 51, hoje colaborador da Fazenda da Esperança, descreveu o sentimento de concluir um dos cursos ocupacionais com certificação promovidos pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Na manhã deste domingo, 10/6, 65 internos e colaboradores da Fazenda da Esperança participaram da cerimônia de certificação de cinco cursos de qualificação profissional: Cultivo de Mandioca, Cooperativismo, Fruticultura Básica, Operação e Manutenção de Tratores Agrícolas e Operador de Motosserra. A cerimônia, que contou com os familiares dos internos, ocorreu na igreja da Fazenda da Esperança.

Joaquim Silva, ex-interno e hoje recuperado, contou que teve medo de não conseguir aprender. “A teoria foi muito boa, mas, na hora de operar o trator, tive medo de não conseguir. Mas tivemos muita força dos professores que diziam para termos coragem e determinação. Quando terminei, vi que não era um ‘bicho de sete cabeças’ e fiquei muito feliz”, contou, Silva, que antes participou com os demais internos de uma missa celebrada pelo padre Dom Mário.

O diretor de Qualificação da Semtrad, Fábio Castro, explicou que o projeto surgiu a partir de uma emenda parlamentar de autoria do então vereador Mário Frota. “É muito gratificante poder levar a qualificação profissional para um segmento de público que precisa do apoio da sociedade para poder ser inserido no mercado de trabalho. E é essa orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto e da secretária Ananda Carvalho que possamos levar oportunidades de trabalho e emprego inclusive para a zona rural da cidade”, ressaltou Castro, lembrando que será feito um trabalho de acompanhamento e encaminhamento dos egressos dos cursos para vagas no Sine Manaus.

O presidente do Senar, Munir Lourenço, esteve presente na cerimônia de certificação e comentou sobre o projeto. “O Senar teve a honra de poder qualificar e formar profissionais para o mercado rural neste projeto em parceria com a Prefeitura de Manaus e que, com certeza, irá abrir muitas portas para esses alunos”, comentou. “Foram cursos dentro do segmento do agronegócio, que é uma das áreas que mais crescem no país. Com esse apoio, certamente será muito mais fácil a inserção desses profissionais ao mercado”.

‘Nova vida’

Preservar e incentivar a vida foi o que o coordenador da Fazenda Esperança, Júlio Jesus Silva, disse que o projeto de qualificação da Semtrad proporcionou aos alunos. “O jovem, quando vem pra cá, não acredita mais nele. Saber que eles concluíram esses cursos é o mesmo que resgatar essa capacidade de acreditar que eles são capazes de produzir coisas boas, florescendo para uma nova vida”, destacou.

Sobre a Fazenda Esperança

A Fazenda da Esperança é uma comunidade terapêutica que atua há mais de 35 anos na recuperação de dependentes químicos. São 130 unidades espalhadas pelo mundo, sendo 86 no Brasil. Em Manaus existem duas unidades: uma feminina e outra masculina.

O sucesso da Fazenda da Esperança – localizada no km 15 da BR-174 – deve-se ao programa de recuperação, o qual se baseia em processos pedagógicos que elevam a autoestima e resgatam a dignidade dos acolhidos baseado no tripé: trabalho, espiritualidade e convivência.

COMPARTILHAR