Polícia prende autor de latrocínio de cabeleireiro, ocorrido no bairro Colônia Terra Nova

A equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), sob o comando dos delegados Guilherme Torres e Demetrius Queiroz, respectivos titular e adjunto da unidade policial, cumpriu na manhã de terça-feira (11/6), por volta das 7h, mandado de prisão preventiva em nome de Celso Santarém Souza Junior, 26, autor de latrocínio que teve como vítima o cabeleireiro e proprietário de um salão na capital Augusto Figueiredo dos Santos, que era conhecido como “Paty Santos” e tinha 37 anos.

O crime ocorreu na noite do dia 29 de março deste ano, por volta das 23h50, na casa de Augusto, situada na segunda etapa do bairro Colônia Terra Nova, zona norte da cidade. Ao longo das investigações, as equipes descobriram que Celso estava morando em Parintins, na casa de familiares. Na manhã de terça-feira (11/6), por volta das 7h, Celso foi preso naquele município, distante 369 quilômetros em linha reta de Manaus. A ordem judicial foi expedida no dia 10 de maio deste ano, pela juíza Margareth Rose Cruz Hoagen, da 4ª Vara Criminal.

De acordo com o titular da DERFD, Celso conhecia “Paty Santos” há cinco anos. No dia do delito, eles mantiveram relações sexuais e, posteriormente, Celso pediu dinheiro ao cabeleireiro, que se recusou a efetuar o pagamento. “A vítima foi amordaçada e amarrada. Aparentemente, houve um estrangulamento, e a vítima morreu por esganadura. Iniciamos as investigações e constatamos que o autor do crime fugiu para Parintins. Em seguida nos deslocamos até o município e iniciamos as buscas pelo indivíduo”, explicou Torres.

Conforme Torres, o infrator subtraiu o aparelho celular de Augusto, além de perfumes e outros objetos pessoais. “Ele tinha a intenção de receber o dinheiro da vítima, mas como não conseguiu, roubou e vendeu os objetos em um local de comercialização de drogas. Ele não possui passagem pela polícia, mas tem consciência do crime, apesar de ter alegado que cometeu o delito porque estava sob efeito de substância ilícita”, relatou.

O infrator foi apresentado na manhã desta quarta-feira (12/06), durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da DERFD. Celso foi indiciado por latrocínio. Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculina (CDPM), onde deverá ficar à disposição da Justiça.

 

Close