Polícia apreende 54 quilos de drogas vindas de municípios

A Polícia Civil do Amazonas, por meio dos delegados George Gomes e Paulo Mavignier, diretores, respectivamente, do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) e Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), deflagrou ação policial, nas madrugadas de quinta-feira (19) e sexta-feira (20), que resultou na apreensão de, aproximadamente, 54 quilos de entorpecentes, entre cocaína e maconha, transportadas em três embarcações oriundas de três municípios do interior do Estado. Os trabalhos foram desencadeados por policiais civis do Denarc, DPM, Delegacia Fluvial (Deflu), DIP Manacapuru e agentes da Receita Federal.

Conforme Paulo Mavignier, das drogas apreendidas, cerca de 38 quilos de pasta-base de cocaína foram encontrados nas dependências de um barco, vindo do município de Codajás, distante 240 quilômetros em linha reta da capital. Mavignier disse, ainda, que na quinta-feira (19/09), em outra embarcação, as equipes encontraram mais 12 quilos de maconha do tipo “skunk”, oriundas do município de Fonte Boa, distante 678 quilômetros em linha reta de Manaus.

O diretor do DPM, delegado George Gomes, explicou que, na manhã desta sexta-feira (20/09), os policiais civis apreenderam, ainda, em outro barco, mais dois quilos de maconha do tipo “skunk”, vinda do município de Tefé. “Fizemos a abordagem dos dois primeiros barcos no momento em que estavam atracados no Porto Fluvial do município de Manacapuru e o outro nas proximidades da orla de Manaus”, informou Gomes.

Segundo Mavignier, as investigações continuam para identificar os envolvidos no delito, como, fornecedores, transportadores e quem iria receber a droga em Manaus. Mavignier informou, também, que a policia está realizando essas ações para coibir a entrada dessas substâncias ilícitas na capital. “Tivemos uma operação bem sucedida, contamos com o apoio dos cães Odin da Receita Federal e do Zeus da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). Foram eles que encontraram os entorpecentes escondidos em caixas no porão dos barcos”, explicou o delegado.

Ainda de acordo com a autoridade policial, as investigações e o apoio dos policiais lotados na Deflu foram cruciais para a apreensão das drogas, além do apoio da população por meio de denúncias anônimas feitas ao número 181, o disque-denúncia da SSP-AM.

Close