Pirarucurta: plateia vivencia diferentes experiências em produções exibidas na Mostra Não Competitiva

Ficções, não-ficções, animação e produção publicitária marcam a primeira noite do festival 

A Mostra Não Competitiva do Pirarucurta – Festival Audiovisual Universitário FMF|Wyden trouxe várias experiências ao público presente nesta sexta-feira (15), primeiro dia do evento. Partindo da ficção, animação e até documentários humanizados, a diversidade não faltou e os autores das produções audiovisuais tiveram a oportunidade de mostrar suas visões em suas obras. Grupos que tiveram pouco ou muito tempo de trabalho relataram as dificuldades e desafios em tirar a ideia do papel. Sejam desistências repentinas, problemas técnicos ou até mesmo dificuldades internas, a vida de cineasta não é para qualquer um.

O diretor Juan Lopes, aluno de Artes Visuais da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e responsável pelo curta-metragem, ‘Bela Moça’, abordou a ficção científica com elementos de terror. “Meu desejo é entreter e instigar a criatividade do público para que eles queiram saber como o filme vai terminar”, disse Lopes. E não é nisso que Hollywood se baseia? Diretores trabalham dia e noite para atrair a atenção e interesse do público.

Com outra visão, os cineastas Glauber Rocha, Lucas Ramos e Giovanna Guimarães, responsáveis pela produção ‘Blackout: a escuridão’, tiveram o intuito do público se sentir na pele do personagem. De acordo com os autores, ao abordar um tema de terror, o curta-metragem traz um momento que muitas pessoas já devem ter passado. “Quando gravamos a cena dele desligar a luz e correr foi porque todo mundo já fez isso alguma vez na vida. A ideia era que o público se identificasse na obra”, explicou Rocha.

Além dos curtas-metragens padrões, foram exibidos um documentário, animação e clipe musical. A primeira noite do Pirarucurta deixa um desejo de quero mais. As obras premiadas serão conhecidas na noite desta sexta-feira (16), a partir das 19h, no Centro Cultural Usina Chaminé, local onde está ocorrendo o evento.

O Pirarucurta é aberto ao público, gratuito e promovido pelo curso de Comunicação Social da Faculdade Martha Falcão|Wyden, com o objetivo de dar visibilidade e socializar produções audiovisuais de alunos das áreas de cinema, jornalismo, publicidade e design.
 
Texto: Matheus Monteiro e Ivan Neto  –  Da Agência Experimental Falcon 

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/
Close