Home / Curiosidades / O que aconteceria se a terra fosse “quadrada”?

O que aconteceria se a terra fosse “quadrada”?

Tudo bem que em algum momento na história os físicos e matemáticos chegaram a acreditar que a terra e todos os demais planetas eram de fato quadrados. E apesar de toda a especulação de que a terra era na realidade esférica, inclusive já no século 6 antes de Cristo, foi somente no ano de 1522 que a esfericidade da terra foi de fato provada.

da1

Mas como a nossa imaginação é livre, e para imaginar não se paga nada, nós aqui da Fatos que somos muito mais do que ultra curiosos queremos saber, afinal, como seria o mundo se a terra fosse mesmo quadrada?

02

Bom, para responder a essa questão a primeira coisa que precisamos entender, é que o quadrado assim como a circunferência, são formas que existem apenas em um plano bidimensional, enquanto a esfera e o cubo são formas geométricas que de fato existem na tridimensão. Isso implica dizer, que a terra mesmo que hipoteticamente jamais poderia ser quadrada, e sim possuir um formato cúbico.

No ano de 1884, um astrônomo suíço chamado Arndt divulgou ter descoberto um planeta peculiar que existia na órbita de Netuno, supostamente se tratava de um planeta cúbico.

Porém, apesar de todas as matérias que saíram sobre o provável descoberta, ainda naquele mesmo ano, a teoria de Arndt foi refutada assim como também não foi aceita pelos físicos de sua época, e o motivo para isso era bastante óbvio, o fato de fisicamente falando ser impossível existir um planeta como esse.

03

Para a gente entender melhor o porquê dessa improbabilidade, precisamos entender como é que acontece a formação dos planetas. Os nossos cosmos são formados a partir do aglomeramento de pequenos pedaços de rochas espaciais, que graças a força da gravidade, que faz com que as coisas se atraiam, passam a se unir cada vez mais, se chocando e compactando tudo em uma grande e densa massa só.

Por esse motivo, é natural que os planetas assumam um formato esférico, pois por mais que no início esse aglomerado de rochas não possua um formato em especifico, com o passar do tempo, é impossível que ele não se “lapide” e “aconchegue” até o formato esférico.

Pois bem, agora que entendemos porque fisicamente é impossível ter um planeta em um outro formato geométrico qualquer, vamos a imaginação: afinal, como a vida na terra seria caso ela possuísse o formato de um cubo?

05

Na teoria, portanto, o nosso planeta possuiria 6 lados distintos, e o centro de cada um desses lados, seria as únicas regiões teoricamente planas, e consequentemente também seria ali, no centro de cada face desde “dado gigante” que os oceanos e mares se encontrariam.

Nessa região (o centro de cada lado do cubo), a gravidade atuaria como o de costume, porém conforme avançássemos rumo uma das extremidades do cubo, a gravidade assim como o oxigênio se tornariam cada vez mais rarefeito.

Fica ainda mais fácil entendermos o porquê disso acontecer, ao observarmos o desenho abaixo, que exemplifica que como a gravidade atrai os corpos para o centro da terra, consequentemente as extremidades seriam comprometidas, uma vez que se encontram mais afastadas do centro.

04

Matematicamente no centro de cada face do cubo, a força da gravidade seria quase equivalente a 1g, enquanto nas extremidades esse valor seria reduzido para 0,646g. 

Mas bem, o que isso significa exatamente? Mais precisamente isso implica em dizer, que conforme nos afastássemos do centro de cada face, teríamos a sensação de que estamos em uma ladeira, e o ato de ficar de pé e caminhar se tornaria cada vez mais difícil.

A sensação que teríamos aqui da terra, é que cada lado possui o formato de “U” de uma pista de skate. Além disso quando chegássemos (com muitas custas) exatamente em um dos vértices desse cubo, teríamos a sensação de estarmos sobre o topo de uma montanha, podendo observar a vista finita, de uma grande parte do planeta lá em baixo.

Descer esse vértice seria como descer uma serra, que é bastante íngreme em seu início, e que conforme de afasta desse ponto volta a se tornar plano mais uma vez.

06

Basicamente a vida se resumiria a ocupar o centro de cada vértice, existindo apenas cidades litorâneas ou próximas do mar, uma vez que os oceanos, assim como já falamos se concentrariam nessa região.

Consequentemente teríamos menos espaço para ocupar e uma vantagem curiosa, é que cada uma das faces do cubo que é a terra, teria uma biodiversidade única e independente das demais.

Outro problema seria as temperaturas, que seriam mais dificilmente equalizadas. Uma última curiosidade sobre esse hipotético modo de vida seria o fato de furacões simplesmente não mais existirem. Mas e ai, você conseguiu imaginar como seria a nossa vida em um planeta “quadrado”?

Fonte: www.fatosdesconhecidos.com.br

Publicidade de Exemplo

About PORTALDOAMAZONAS.COM

Veja Também

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Publicidade de Exemplo