Foto: Assessoria de Comunicação Marinha do Brasil

O Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Doutor Montenegro”, transferido por contrato de Cessão de Uso celebrado entre a Marinha do Brasil (MB) e o Governo do Estado do Acre, partiu de Manaus nesta segunda-feira, 08 de janeiro de 2018, do Cais da Estação Naval do Rio Negro, com destino ao município de Cruzeiro do Sul, no Acre, dando início à 18ª edição da “Operação Acre”.

Durante a “Operação Acre 2018”, a ser desenvolvida até o dia 27 de abril, serão atendidas as populações das comunidades de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, todas no Estado do Acre, e comunidades do Estado do Amazonas localizadas no Rio Juruá, com consultas médicas e odontológicas; exames clínicos e laboratoriais; cirurgias de pequeno porte; pré-natal; exames de mamografia e raio X; palestras educativas; distribuição de medicamentos; e atenção farmacêutica.

Durante o suspender do navio, o Comandante do 9º Distrito Naval, Vice-Almirante Carlos Alberto Matias, destacou a importância da Operação. “ A Marinha tem uma grande participação no atendimento aos ribeirinhos em parceria com o Ministério da Saúde. Na Operação Acre 2018, a previsão é que o número de pessoas atendidas seja em torno de 15 a 20 mil”, afirmou.
A equipe de saúde do navio é composta por 24 militares, sendo: cinco médicos; cinco cirurgiões-dentistas; dois farmacêuticos bioquímicos; dois enfermeiros de nível superior; e 10 praças, sendo oito técnicos em enfermagem e dois técnicos em radiologia médica.

Para prestar este apoio à população o navio é dotado de dois ambulatórios odontológicos com quatro cadeiras; dois consultórios médicos, um laboratório para exames; sala de trauma; sala de raio-X; sala de mamografia; uma enfermaria; uma sala de vacina e uma farmácia, onde será realizada a entrega de medicamentos às comunidades carentes; além de quatro lanchas orgânicas empregadas para atendimentos em locais de difícil acesso. Como diferencial, o NAsH “Doutor Montenegro” possui um equipamento de raio-X com conversor de imagem digital, mamógrafo, e comunicações por satélite.

Com informação da Assessoria de  Comunicação da Marinha do Brasil

COMPARTILHAR