FOTO: ARESSON SICSÚ/ AGUILAR ABECASSIS/SECOM

A preservação do sauim-de-coleira no Amazonas será uma das prioridades do Governo Federal. A garantia foi dada ne quinta-feira (17/05) pelo ministro do Meio Ambiente (MMA), Edson Duarte, que recebeu do secretário do Meio Ambiente (Sema) e presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Marcelo Dutra, o exemplar do livro “Sauim-de-coleira: A história de uma espécie ameaçada de extinção”.

Duarte esteve em Manaus e se reuniu com o governador Amazonino Mendes para lançar a Campanha de Mobilização Nacional contra o Desmatamento Ilegal. O encontro contou com a participação da presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Suely Mara Vaz Guimarães, secretário de Biodiversidade do MMA, José Pedro Oliveira, e do diretor de Florestas e Combate ao Desmatamento do MMA, Jair Schmitt.

De acordo com o ministro, ainda este ano, o MMA vai lançar a Operação Primatas Federal, que terá o objetivo garantir a preservação da espécie e, o Estado está incluindo no trabalho. “O sauim já é um símbolo da capital do Amazonas. Deveria ser chamado de ‘sauim de Manaus’. Sabemos que aqui existe uma grande quantidade da espécie de primata, que infelizmente está na lista de ameaça extrema extinção”, afirmou o ministro.

Proteção Integral Ambiental – O secretário de Biodiversidade, José Pedro disse que o MMA vai auxiliar o Governo do Amazonas na criação da Área de Proteção Integral Ambiental (Apia) para preservação do sauim-de-coleira, que abrange os municípios de Rio Preto da Eva (distante 74 quilômetros de Manaus) e Itacoatiara (176 distante da capital).

Segundo ele, em todo o Brasil, existem 150 espécies de primatas, sendo 35 delas de sauins ameaçadas de extinção e seis encontram-se no Amazonas na categoria de extrema ameaça. “Por isso estamos lançamento essa Operação Federal pela preservação da espécie e vamos contar com o apoio do Amazonas para que obtenhamos sucesso”, disse.

O secretário do Meio Ambiente e presidente do Ipaam, Marcelo Dutra, informou que no Amazonas existem estudos e pesquisas que mostram a existência de aproximadamente 40 mil sauins-de-coleira no Estado e, afirmou que, um Grupo de Trabalho (GT) está elaborando a criação da Apia, que poderá acontecer até o segundo semestre deste ano. “Estamos empenhados em entregar todo esse estudo o mais rápido possível para a criação da área”, disse.

A obra ─ O livro “Sauim-de-coleira: A história de uma espécie ameaçada de extinção” é uma obra de estudo e pesquisa de iniciativa da Campanha Salve o Sauim, produzido pela Camirim Editorial com patrocínio do Ministério Público Federal (MPF).

O trabalho tem como autores o biólogo Maurício Noronha e a bióloga e mestre em ecologia com 20 anos de experiência na Amazônia, Dayse Campista.

COMPARTILHAR