FOTO VALDO LE√O/SECOM

Na tarde desta quarta-feira, 25 de outubro, as equipes da Coordenação Estadual de IST/AIDS e Hepatites Virais da Secretaria de Estado da Saúde (Susam) realizaram, na Maternidade Balbina Mestrinho, na Praça 14, zona sul de Manaus, a campanha para a prevenção da sífilis congênita, doença que acontece quando a bactéria responsável pela sífilis passa da mãe para o bebê através da placenta. Isso ocorre especialmente durante a segunda metade da gestação ou quando a grávida nunca fez o tratamento para a sífilis ou começou os cuidados a menos de quatro semanas antes do parto.

Durante a ação de conscientização, as equipes distribuíram folders informativos e preservativos e passaram orientações para as pacientes.

Segundo a diretora geral da Maternidade Balbina Mestrinho, Rafaela Faria, assim que a gestante chega ao hospital, já é feito o exame para detectar a doença. “No último mês de setembro, foram detectados 22 casos de mães com sífilis durante a gestação e 20 casos de bebês com sífilis congênita. É muito importante que as grávidas façam esse exame para detectar já no pré-natal a doença, para que possamos ter o controle durante a gestação da paciente”.

A Maternidade Balbina Mestrinho foi a segunda maternidade que a Susam realizou esta campanha de prevenção de sífilis congênita. Na última segunda feira, dia 23, a ação foi realizada na Maternidade Ana Braga, no bairro do Aleixo, zona centro-sul.

COMPARTILHAR