As afirmações foram feitas em entrevista exclusiva à colunista Mônica Bérgamo, do jornal Folha de S.Paulo.Nela, Lula diz que está preparado para ser preso, mas acredita que será inocentado. “Eu acredito na democracia, eu acredito na Justiça. E acredito que essas pessoas, o juiz Sérgio Moro e os desembargadores, mereciam ser exoneradas a bem do serviço público”, destacou o petista.

Quem o senhor acha que tem chance de chegar ao segundo turno das eleições presidenciais?

Eu, se entendo um pouco de política, vou dizer uma coisa: a disputa deverá ser outra vez entre tucanos e PT.

O senhor estra preparado(para ser preso)?

Eu estou tranquilo. Eu tenho certeza que serei absolvido e que não vou preso.

O ex-presidente também comentou sobre a situação profissional de seus filhos:”Essa gente não sabe o mal que causou à minha família. Eu tenho todos os meus filhos desempregados. Todos. E ninguém consegue arrumar emprego.”

Lula comentava as circunstâncias que culminaram no suicídio de Getúlio Vargas, em 1954. “Não vou me matar. Eu gosto da vida pra cacete. E quero viver muito. Tô achando que eu sou o cara que nasceu para viver 120 anos. Dizem que ele já nasceu, quem sabe seja eu?”, afirmou, para detalhar sua rotina de despertar às cinco horas da manhã e fazer duas horas e meia de exercícios físicos movidos ao complexo de proteínas. “Vou levando a vida assim. Eu não tenho essa perspectiva nem de me matar nem de fugir do Brasil.”

COMPARTILHAR