FOTO: DIVULGAÇÃO/IPAAM

O presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Marcelo Dutra, autorizou, nesta terça-feira (03/07) as Licenças de Instalação (LIs) dos terminais hidroviários (portos flutuantes públicos de pequeno porte) dos municípios de Alvarães (distante 531 quilômetros de Manaus) e Envira (distante 1.208 quilômetros da capital) destinados a carga e descarga de materiais e passageiros nas duas regiões.

De acordo com Dutra, as licenças foram solicitadas pela superintendência regional do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) e foram submetidas a estudos de viabilidade de execução da obra de construção dos dois terminais. Também foram analisados e aprovados o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos e de Efluentes Aquosos gerados pela atividade portuária nos municípios.

Em Alvarães, o terminal hidroviário será construído na margem direita do rio Solimões, em uma área de 523 metros lineares, cerca de 16,9 mil metros quadrados, cedida pela prefeitura daquela cidade e conta com investimento de R$ 18,1 milhões. “O licenciamento é a garantia que o Governo do Estado dá aos moradores do município que o porto não será um agende poluidor e vai ajudar no desenvolvimento econômico da cidade”, disse o presidente do Ipaam.

Alvarães é uma cidade que possuí um território de 5.912 quilômetros quadrados e, de acordo com o IBGE, conta com 13.038 habitantes. A base econômica do município é o setor primário, com forte produção de arroz, feijão, milho, abacate e banana na agricultura. O município também tem potencial na pecuária com a criação de bovinos, suínos, aves em escala comercial e, inclusive, com forte destaque para a pesca.

Envira ─ No caso de Envira, no Sul do Amazonas, o município não possuí infraestrutura adequada para embarque e desembarque de passageiros e o transporte de cargas. O porto público da cidade será composto por terminal de passageiros, armazéns de cargas, fabricação de gelo, estacionamento, guarita, subestação e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) com capacidade para atender embarcações leves.

Envira possui uma área territorial de 7.499 quilômetros quadrados, com 16,3 habitantes, a maioria, 10,5 mil, vivendo na sede do município. A economia da cidade está baseada na agricultura, extrativismo vegetal e pecuária, com a criação de bovinos, suínos e a produção de leite, que chega a 327 mil litros por ano.

COMPARTILHAR