Foto: Erlon Rodrigues/Polícia Civil

Foi preso na tarde de segunda-feira (17), Ronaldo Pereira da Silva, 31, suspeito de matar, com duas facadas, o marceneiro Antônio Benício da Silva, que tinha 54 anos, que era deficiente físico.

Ronaldo foi agredido por testemunhas do local, a prisão ocorreu quando buscava atendimento médico no Hospital e Pronto-Socorro Doutor João Lúcio, na zona leste dda capital.

Segundo informou o delegado Orlando Amaral, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), crime aconteceu durante um jogo de futebol transmitido pela tv , na noite de sábado (15), em um bar, na Rua Claudino de Lemos, Comunidade Riacho Doce, bairro Cidade Nova, depois de um desentendimento entre os dois homens.

 Antônio foi socorrido, mas morreu antes de chegar ao hospital,  populares que estavam no local do crime, passaram a agredir Ronaldo. Ele conseguiu fugir e procurou atendimento médico no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, onde foi preso por policiais civis da DEHS. Após receber alta médica, nesta terça-feira (18),  foi levado à DEHS, onde confessou o crime.

O agressor foi indiciado por homicídio qualificado e foi levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

COMPARTILHAR