Governo do Amazonas investe R$ 6 milhões para estimular ovinocaprinocultura no Estado

Com o objetivo de impulsionar a produção local de carne e derivados de cabra e ovelhas, o Governo do Amazonas irá investir até 2018 cerca de R$ 6 milhões para alavancar a cadeia produtiva e multiplicar o número de criadores deste segmento. Esse incentivo está previsto dentro do Programa para o Desenvolvimento da Ovinocaprinocultura, da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror) em parceria com a Federação de Agricultura e Pecuária (Faea), Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), além de empresários do ramo.
bois
FOTO: FILIPE AUGUSTO
No ultimo sábado (17), durante o lançamento oficial do programa, o titular da Sepror, Sidney Leite, declarou que há uma preocupação do governo em ampliar o leque econômico estadual a partir da produção de alimentos de origem animal. Atualmente, o rebanho de ovinos e caprinos no Amazonas soma 65 mil cabeças, sendo que mais de 80% é de ovinos.
“A demanda pelo consumo de carne desses animais é muito grande no país, a média nacional é de 700 gramas por pessoa. A produção no Amazonas não atende a demanda local, pois boa parte da carne consumida vem da Bahia e do Rio Grande do Sul e até do Uruguai. Ampliar o número de criadores e, consequentemente, da produção de carne é garantia de retorno econômico”, disse Leite, durante o lançamento oficial do Programa para o Desenvolvimento da Ovinocaprinocultura, realizado no último sábado (17), na Estância Amazônia Ovinos, localizada no bairro Tarumã, em Manaus.
Linha de crédito especial – Sidney explicou que o programa se cruza com o Plano Safra, no qual são selecionados produtores com aptidão no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e que já estejam atuando na atividade, ou seja, que tenham alguma experiência na criação dos animais. Atendendo esses requisitos, o produtor poderá acessar uma linha de crédito especial por meio da Afeam, além de contar com o Pró-mecanização e o Pró-calcário para recuperação de pastagem e suporte forrageiro.
O produtor também poderá contar com o apoio técnico do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam). O programa também preconiza a conservação ambiental, atuando somente em áreas já degradadas. Os municípios que inicialmente serão beneficiados pelo programa são: Manaus, Rio Preto da Eva, Itacoatiara (Novo Remanso), Iranduba, Manacapuru e Presidente Figueiredo.
Carne de alta qualidade – O programa animou o empresário Demilço Vivian, que trabalha há oito anos com a criação e o melhoramento genético de ovinos. “Essa iniciativa vai atrair novos criadores e fornecer matrizes com bons reprodutores e o melhoramento genético vai colocar no mercado carne de alta qualidade.’’, comentou o empresário, afirmando que a falta de produto no mercado local gera a importação de pelo menos 2.500kg de ovinos e caprinos mensalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close