O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Política Fundiária (SPF), fez a entrega de 312 títulos definitivos e concessões de terras para moradores do bairro Compensa, zona oeste de Manaus, na manhã deste sábado (09/06), na Escola Estadual Waldemiro Péres Lustoza, no mesmo bairro.

Durante o evento, a secretária de Política Fundiária, Paula Kanzler Soares, anunciou que 2.800 títulos definitivos e concessões de moradores da Compensa estão prontos para serem emitidos, faltando apenas a apresentação de documentação para o cadastro. “Geralmente, são de pessoas que nossas equipes não encontraram em casa ou que faltou algum documento. Esses moradores terão que procurar a SPF para ver o que falta para a conclusão do processo”, explica a secretária.

Na gestão do governador Amazonino Mendes já foram entregues mais de 5 mil títulos definitivos em Manaus. “Por determinação do governador estamos tentando resolver todas as pendências em títulos que não foram entregues por falta de documentação”, informou a secretária.

Morador há 42 anos da Compensa, o comerciante Waldemir do Carmo Malheiros, 57, estava muito feliz em receber o documento. “Já moro aqui há muito tempo e estava esperando pela regularização do meu imóvel”, disse.

Nascida em Coari, a dona de casa Valzania Lemos Pereira, 56 anos, veio para Manaus, onde mora há 37 anos na Compensa. “Aqui criamos 10 filhos, quatro deles ainda moram comigo. É um sonho que realizamos hoje, ter o documento da nossa casa”, afirmou.

Com 84 anos, o aposentado Brasilino Maricaua Marinho foi receber o seu título. Acompanhado da filha Maria Itamar, ele recebeu o documento que esperava há 30 anos. “Estou muito feliz”, disse.

Benefícios – O título definitivo garante a posse de fato e de direito do imóvel. O morador deixa a condição de posseiro e torna-se proprietário. Também valoriza o terreno e auxilia na hora de conseguir crédito para financiamento de construção ou reforma e permite à família a condição de herança legal.

Com o título definitivo, os proprietários podem conseguir financiamento habitacional para melhoria nos seus respectivos imóveis via Caixa Econômica Federal e de microcrédito para empreendedorismo, via Agência de Fomento do Estado (Afeam).

COMPARTILHAR