Home / Em Pauta / Governador David Almeida lança plano para melhorar atendimento da população nas unidades de saúde

Governador David Almeida lança plano para melhorar atendimento da população nas unidades de saúde

Zerar as filas de espera para exames médicos, consultas com especialistas e cirurgias eletivas é o principal objetivo do Plano Emergencial de Saúde, o Programa Fila Zero, lançando pelo governador do Amazonas David Almeida, nesta quarta-feira (17), na Sede do Governo, zona oeste de Manaus. O programa inclui outras medidas para melhorar o atendimento da rede estadual de saúde, como a liberação de R$ 22 milhões para os pagamentos de salários atrasados de trabalhadores de empresas terceirizadas que prestam serviços para o setor e a compra, já efetuada, de R$ 52 milhões em medicamentos.

341fa7f6-dd7b-416e-850d-abb915422908-500x313

A meta do programa é de que, em até 90 dias, as consultas e cirurgias que estão agendadas sejam realizadas.  Para tanto, a oferta dos serviços da própria rede estadual de saúde deverá ser aumentada, com apoio da rede privada.

“Estamos seguindo um planejamento de recursos que estão disponíveis para essas unidades de saúde, e o que estamos fazendo é mudando o foco da gestão. Com relação às cirurgias, já foram liberados recursos para o Hospital Francisca Mendes e para o Hospital Adriano Jorge”, disse o governador, ao ressaltar que irá liberar mais recursos para estas unidades.  “Eu alinhei com os nossos diretores que, além dos R$ 2 milhões liberados para Francisca Mendes e R$ 2 milhões para Adriano Jorge, serão aportados mais R$ 2 milhões para cada uma das duas unidades”, explicou o governador.

David Almeida afirmou que vai a Brasília em busca de emendas parlamentares para auxiliar nas ações do Programa, que deve alcançar a capital e o interior, em especial os municípios polos para auxiliar no atendimento às demandas.

O plano também inclui parcerias institucionais para a integração efetiva da rede estadual de saúde com a rede municipal e a iniciativa privada.  Estaremos buscando as redes privadas. Existem aparelhos na rede privada que só utilizam 70% da capacidade e vamos buscar essa parceria para que aqueles que estão esperando possam ser atendidos, dentro de uma conversa e de um entendimento para  que seja possível atender dentro da tabela SUS”.

Demandas – Conforme levantamento feito pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam), no Amazonas existe 137.482 mil pacientes aguardando na fila para consultas e exames, e 6.966 pacientes em fila de espera para cirurgias de alta complexidade. As maiores demandas de cirurgias são para Ortopedia (2.306); Urologia (572) e Cirurgia geral (506). Na área de consultas, as três maiores especialidades de maior procura são Urologia Geral (9.417); Dermatologia geral (5.999) e Fisioterapia (3.699). Na lista dos exames, estão exames ultrassonográficos (42.356); Patologia clínica (12.664); Ressonância Magnética (5.352). Na área da Oncologia, estão as cirurgias de cabeça e pescoço (25); Urologia (15) e Mastologia (6).

Salários – David Almeida disse que sua gestão irá esforçar-se para que trabalhadores terceirizados da Saúde possam receber seus salários em dia. Nesta sexta-feira vamos começar a pagar os funcionários e vamos nos esforçar para que mês a mês possamos honrar com esse compromisso para fazer esse repasse e fazer os pagamentos de todos os trabalhadores”, explicou o governador que amanhã (quinta) deve iniciar uma agenda de visitas aos hospitais e unidades de saúde.

Cema – O governador David Almeida anunciou que R$ 52 milhões já foram empregados para a compra de remédios e nos próximos dias a Central de Medicamentos (Cema) vai abastecer hospitais e unidades de saúde. Reduzir custos e suprir as demandas das unidades de saúde do Estado é outra meta do governador David Almeida que pretende equipar a Cema de estrutura para a compra de medicamentos.

“Só no ano passado, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 181 milhões. Temos recursos, mas precisamos otimizá-los para que esse grande volume de recursos possa chegar aos hospitais da capital e interior”. Se conseguirmos centralizar e fazer com que a Cema seja a distribuidora dos medicamentos, vamos comprar mais baratos e conseguir atender as demandas das nossas unidades de saúde”, destacou governador.

  Inauguração do Dhelphina – Utilizar a estrutura de todos os hospitais para zerar a fila de cirurgias e dar continuidade ao processo de reforma das unidades de saúde do Estado são as medidas adotadas para alcançar o propósito do programa. Entre elas, está a inauguração, em 45 dias, o Hospital Delphina Aziz, na zona norte, que possui capacidade para 300 leitos, e onde apenas a Pronto-Socorro está em funcionamento.

HUGV e 28 de Agosto- Ampliar a parceria com o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) para a absorção de parte das demandas de cirurgia. No Hospital 28 de Agosto será implantada a unidade de Hemodinâmica para que passe a realizar procedimento de cateterismo e angioplastia na área de Urgência.

João Lúcio – Implantar aparelho de Ressonância Magnética para auxiliar nas neurocirurgias.

FCecon – Colocar em funcionamento o segundo acelerado Linear já adquirido pelo Estado, para melhorar o serviço de Radioterapia.  Solucionar emergencialmente os entraves da área patológica (biópsia);

Adriano Jorge – Concluir a obra do Centro de Hemodiálise, do hospital da Fundação Adriano Jorge, destinado aos pacientes renais crônicos. Buscar no quadro de conveniadas (clínicas privadas especializadas) as vagas necessárias ao programa.

Francisca Mendes – Reativar o aparelho de Ressonância Magnética e colocar em funcionamento o segundo aparelho de Hemodinâmica do Hospital Francisca Mendes.

FHemoam – Dar continuidade às obras do Hospital do Sangue com a captação de mais recursos para agilizar a construção.

Programa Meu Sorriso – Será implantado o programa com o objetivo de ampliar a atuação do Governo Estadual nas ações de saúde bucal. Para isso, deverá ser feita a integração dos 62 municípios para ampliar o acesso das pessoas a uma serie de serviços odontológicos. Aprimorar as estruturas da Policlínica Odontológica e do Centro de Especialidades Odontológica mantido pela UEA.

Remédio em Casa – Implementar o programa Remédio em Casa para fazer a entrega de remédio domiciliar de usos contínuo em quantidade suficientes para um determinado período de tempo para pacientes crônicos estáveis e controlados clinicamente e em acompanhamento nas unidades.

Publicidade de Exemplo

About PORTALDOAMAZONAS.COM

Veja Também

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Publicidade de Exemplo