Foto: Sharles Costa/Divulgação

 Evento reuniu mais de 250 leitores de todas as idades em sua 14ª edição, neste domingo (29/10), no Centro de Manaus

 Com um total de 255 visitantes e 846 obras permutadas, a Feira de Troca de Livros e Gibis realizou sua 14ª edição neste domingo (29/10). A iniciativa, promovida pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), acontece sempre no último domingo de cada mês, das 9h às 13h, na Biblioteca Pública do Amazonas, no Centro de Manaus.

 Na feira, leitores de todas as idades têm a oportunidade de trocar seus livros e gibis já lidos e em bom estado de conservação por outros exemplares nas mesmas condições. A universitária Claudia Souza, de 23 anos, é um exemplo: fã de romances e livros de ficção, ela participou da feira pela quarta vez neste domingo.

“Já consegui obras de Nicholas Sparks (autor de ‘Querido John’, entre outros) e Lauren Kate (da saga ‘Fallen’), e livros das séries ‘Dragões de Éter’ e ‘Imortais’, além da série ‘Crepúsculo’, que completei com exemplares da feira”, enumera ela, enquanto fica atenta à chegada de novas obras nos estandes – a cada remessa, os visitantes disputam para conferir e escolher os títulos.

 Claudia conta ler um livro por semana, mas isso não a impede de buscar ter o maior número possível deles à disposição: nesta edição da Feira, ela trocou nada menos que 16 livros que tinha em casa – e que levou para o evento em duas bolsas – por outros diferentes.

 “(A feira) é uma iniciativa muito boa para promover o acesso à literatura. Podemos trazer os livros que a gente tem em casa sem ler, repassar para outras pessoas lerem, e ainda ter acesso a outros livros”, diz.

  Com títulos das mais diversas categorias, incluindo literatura geral, brasileira e da Amazônia, biografias, livros infantojuvenis, quadrinhos e mangás, a feira na Biblioteca Pública também atrai famílias inteiras de leitores. Foi o caso de Alessandra Holanda, 36, e Tony Holanda, 44, que levaram os filhos Thaíssa, 11, e Felipe, 2, para trocar livros e revistas em quadrinhos no evento.

 “Achei maravilhosa a proposta da feira! É uma forma de renovar sempre a nossa leitura”, destacou Alessandra. “E aqui você encontra pessoas que compartilham a paixão pela literatura da mesma forma como você”, acrescentou Tony.

 Ao todo, os Holanda contabilizaram 29 títulos trocados – muitos gibis e livros infantis, que atraem o jovem Felipe. Já Thaíssa prefere livros com histórias dramáticas e aventuras – “A princesa misteriosa” foi um dos títulos que ela escolheu. Nada mau para a primeira incursão da família à Feira de Troca.

 “Essa é a primeira vez em que viemos, mas já vamos separar novos livros e revistas e, nas próximas edições, estaremos aqui novamente”, assegurou Alessandra.

Sucesso – Os exemplos dos entrevistados refletem o sucesso da Feira de Troca de Livros e Gibis, que teve sua primeira edição em abril do ano passado. Segundo Sharles Costa, diretor de Bibliotecas da SEC, cada edição tem uma média de 200 visitantes e 1 mil títulos trocados. Para ele, o evento se destaca ao promover a circulação dos livros e, portanto, do conhecimento.

 “A informação ‘parada’ não contribui para a sociedade. Um livro sem uso não beneficia ninguém, mas um livro que circula e passa por diversos leitores contribui para levar a informação e o gosto pela leitura às pessoas”, opina.

 Um dos coordenadores da Feira, o bibliotecário David Carvalho assinala que o evento evoluiu a cada nova edição, inclusive oferecendo novas opções de atividades para os visitantes, além da troca de livros. Ele cita como exemplo a oferta de visitas guiadas à Biblioteca Pública: realizada normalmente durante a semana, a “Biblitour: Conheça a Biblioteca” agora passa a ser oferecida também na Feira.

“Muitas pessoas não têm tempo disponível durante a semana e, a partir desta edição, elas vão ter a possibilidade de fazer a visita durante a feira”, diz ele, destacando o acesso de todos os públicos ao local: “É interessante a interação das crianças e do público em geral com a Biblioteca”.

 Além da visita guiada, outra atividade oferecida ao público da Feira de Troca é a exibição de filmes. Na edição deste domingo, as atrações foram os longas-metragens “O ano em que meus pais saíram em viagem de férias” (2006), de Cao Hamburger, e “Aparecida: O milagre” (2010), de Tizuka Yamasaki. As sessões tiveram início às 9h15, no Salão Genesino Braga.

 Como funciona

A Feira de Troca de Livros e Gibis da Biblioteca Pública do Amazonas é realizada mensalmente, sempre no último domingo de cada mês, das 9h às 13h, com entrada gratuita. Na entrada do evento, os participantes recebem um cupom por cada livro ou gibi que desejar trocar. Para serem aceitas, as obras devem estar em bom estado de conservação.

 Durante o horário de realização da Feira, eles podem escolher títulos oferecidos por outros usuários nos estandes dispostos no Salão Thalia Pedra. O acervo disponível é renovado ao longo de todo o evento, de acordo com a chegada de novos participantes e livros para troca.

 São aceitas obras nas categorias de literatura geral, literatura brasileira, literatura da Amazônia, literatura infanto-juvenil, gibis, histórias em quadrinhos (HQs), mangás e biografias. Os livros são trocados somente por outros livros; já os gibis podem ser trocados por gibis e por livros de literatura infantil, ou vice-versa.

 

COMPARTILHAR