FOTO: ROBERVALDO ROCHA / CMM

Com a presença de vereadores, servidores e autoridades locais, a Câmara Municipal de Manaus (CMM) prestou, nessa sexta-feira (26), suas últimas homenagens ao ex-vereador, médico e servidor Expedito Teodoro. Na ocasião, servidores, autoridades locais, familiares e amigos aproveitaram para demonstrar seu carinho e respeito pelo servidor da Casa. O velório é realizado no memorial da Casa.

“Como homem público, tanto como médico quanto como parlamentar, era idealista. Acreditava que era possível com a sua atividade fazer o bem para as pessoas e construir uma sociedade ainda melhor. Foi assim que ele fez como vereador, renomeando as ruas da cidade; e como médico, quando sempre fez filantropia. Hoje ele morre pobre por se dedicar mais à comunidade do que ao próprio crescimento financeiro”, resumiu a importância da homenagem, o advogado e genro do ex-servidor, Lino Chíxaro,

Entre as autoridades políticas, estiveram no velório o deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) e vereadores como Marcelo Serafim (PSB), Roberto Sabino (PROS) e Sassá da Construção Civil (PT).

Sabino e Expedito entraram na mesma época na CMM, em 1992. “Lembro dele desde 1992. O chamava, inclusive, de pai por tamanho carinho. Como médico, ele sempre serviu a todos com presteza e cordialidade. A Câmara perde um médico de grande coração. Manaus perde um amigo e vereador que gostava de servir”, lamentou o parlamentar.

Diretora Legislativa da CMM, Evelina Câmara lembrou de vários momentos vividos com o ex-funcionário. “Ele presidiu a Comissão que fez o levantamento de todas as ruas de Manaus e que resultou na lei com a nomenclatura de todas”, relembrou, ao acrescentar que esse trabalho resultou na publicação do livro “Se essa rua fosse minha”, de autoria do ex-vereador.

Outra colega que lamentou a perda de Expedito Teodoro foi a servidora Beth Gomes, 33 anos de Casa. “Manaus não perdeu só um médico, perdeu um amigo, que não tinha hora para atender. Muitas vezes fazia consulta, em seu consultório particular, sem cobrar nada”, garantiu.

Voluntariado

Irmãs da Casa da Criança também estiveram no velório para prestar suas últimas homenagens. O ex-vereador e médico era voluntário e considerado um “pai”  para a ONG.

“Estamos muito tristes por ter perdido nosso grande amigo e pai. No próximo dia 1º de fevereiro, comemoraremos os 70 anos da Casa e ele, como parte da nossa história, será homenageado”, disse a irmã Tânia Maria de Oliveira.

Trajetória

Servidor da Casa há 41 anos, Expedito Teodoro também foi vereador da CMM no período de 1992 a 1996. O servidor estava de licença para tratamento de saúde.

Expedito Teodoro começou a trabalhar como médico de carreira concursado na Câmara Municipal de Manaus em 1986. Aposentou-se em 2012, mas continuou exercendo suas atividades na Casa Legislativa. Teve sua vida dedicada ao atendimento médico de vereadores, servidores e familiares, por quem era muito querido.

Como vereador, teve seu trabalho reconhecido com a repercussão em nível nacional da aprovação da Lei Municipal Antifumo (Lei nº 1.364/2009) que entrou em vigor nesse mesmo ano.

COMPARTILHAR