Fotos: Divulgação

Ivan Rodrigues das Chagas, 56, o ex-marido da empresária Jerusa Torres Nakamini , confessou a autoria do crime, ocorrido no dia 12 de abril deste ano na casa dela no conjunto Campos Elísios. Segundo o delegado Jeff David Mac Donald, o motivo seria o fato de Ivan não querer dividir os bens com a ex-companheira.  Jerusa havia sido assassinada e não tirado a própria vida.

Segundo relatos da irmã Maria José, Jerusa era dona de uma empresa de segurança e estava em briga por divisão de bens com Ivan de quem estava separada há 3 anos. A empresária se separou ao descobrir uma traição de 10 anos e por isso se recusava a abrir mãos dos bens. Mac Donald revelou também que apenas sete dias após o assassinato de  Jerusa, Ivan entrou com pedido de liminar para ter o direito de administrar a empresa do casal, J.H. Torres Nakamine.

Em outro processo, Ivan pediu o reconhecimento de união estável, que lhe dava direito imediato a todo o patrimônio de Jerusa, mas todos os pedidos foram negados pela Justiça. O mandado de prisão de Ivan foi expedido essa manhã e ele deve ser preso a qualquer momento.

COMPARTILHAR