FOTOS: DIVULGAÇÃO/SRMM

As obras do Programa de Saneamento Integrado de Maués, “Prosai Em Movimento”, seguem transformando a Terra do Guaraná (a 268 quilômetros de Manaus em linha reta). Iniciadas no final do mês de maio, as intervenções concentram-se agora em duas frentes: canteiro de obras da Lagoa da Maresia e Centros de Reservação e Distribuição de Água (CRDs). Com as obras, mais de 11 mil famílias do município serão diretamente beneficiadas.

O Prosai é executado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Manaus (SRMM) e Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), com a co-execução da Prefeitura de Maués.

Estão sendo executados serviços de limpeza da área da Lagoa da Maresia para, a partir da semana que vem, iniciarem os trabalhos de terraplanagem. A recuperação da malha viária do município também já começou. No total, serão recuperadas 136 ruas de 11 bairros de Maués. O investimento total do Governo do Amazonas no desenvolvimento de Maués é superior a R$ 70 milhões, sendo R$ 13.988.187,69 para o asfaltamento e R$ 56.664.213,31 para o Prosai, que é financiado, também, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Obras – De acordo com o engenheiro civil Natanael Grangeiro, responsável pelos canteiros de obra, os trabalhos na Lagoa do Prata vão iniciar depois da baixa do nível do rio. “Vamos precisar esperar o período da vazante para atuar nas áreas do Prata, mas na Maresia já há movimentação de máquinas. Neste final de semana, mais maquinários chegarão a Maués, para intensificar os trabalhos. Nos Centros de Reservação e Distribuição de Água (CRDs) dos bairros Ramalho Júnior e Santa Luzia estão sendo executados reservatórios apoiados, elevados e escavação de poços”, explicou Grangeiro.

Desratização e demolições – O processo de desafetação da área a ser trabalhada pelo programa acontece gradativamente, para que as obras avancem. “Depois que as famílias são indenizadas e deixam suas residências de origem, a equipe de desratização e demolição entra em ação. É um trabalho importante, realizado por uma equipe especializada que vai dimensionar a quantidade de produto, de acordo com o tamanho de cada local. É uma atividade prevista no Plano de Controle de Obras que tem por finalidade fazer o controle populacional de roedores, evitando a proliferação de doenças”, informou o biólogo José Rodrigues, do Trabalho Técnico Social (TTS).

Indenizações – Aproximadamente 20 famílias já foram indenizadas pelo programa e iniciaram o processo de mudança. A equipe da Superintendência Estadual de Habitação do Amazonas (Suhab) retorna ao município nos próximos dias, para dar continuidade ao pagamento das indenizações.

Após a mudança de endereço, a equipe social do Prosai continua realizando o acompanhamento, assegurando que a família teve sua moradia reposta e passa a usufruir de melhores condições e mais qualidade de vida. As práticas de reassentamento são aplicadas de acordo com as políticas operacionais do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), visando garantir direitos e minimizar os impactos causados pela mudança do local de moradia.

Benefícios – O Prosai tem como objetivo contribuir para a solução dos problemas de saneamento básico, urbanísticos e socioambientais, atuando também na zona rural, com melhorias ambientais das comunidades Sateré-Mawé. O projeto prevê a requalificação das lagoas Maresia e Prata, além da construção de área de recreação infantil, área para piquenique, espaço para atividades poliesportivas, estacionamento, praça, local para prática de atividades físicas, área de exposição e ciclovia.

COMPARTILHAR