FOTO: DIVULGAÇÃO/CETAM

Durante reunião na quarta-feira (31/01), no Ministério da Educação (MEC), em Brasília, o diretor-presidente do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), José Augusto de Melo Neto, apresentou à Secretária de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC), Eline Neves Braga Nascimento, proposta que o Amazonas integre a agenda nacional da educação profissional a partir de 2018.

A Setec é a coordenadora nacional da política de educação profissional e tecnológica, atuando em regime de colaboração com os demais sistemas de ensino. Além da secretária da Setec, a reunião contou com a participação da Diretora de Articulação e Expansão de Educação Profissional e Tecnológica, Fernanda Marsaro dos Santos.

O objetivo da parceria é captar mais recursos federais para expandir e flexibilizar o atendimento da qualificação profissional e formação técnica no Amazonas, por meio do Cetam.

Para o diretor-presidente, é preciso levar em consideração as peculiaridades do Amazonas e pensar em formas de promover a formação profissional em todos os lugares. “A qualificação profissional e a formação técnica têm sua identidade própria e no Amazonas a flexibilidade é necessária. A realidade dos municípios do interior requer laboratórios móveis, por exemplo. Essa é a determinação do governador Amazonino Mendes e o Cetam irá cumprir essa missão”, destacou.

A parceria deve assegurar mais programas e recursos para o Estado do Amazonas, para ampliar e garantir o acesso de jovens e adultos à educação profissional e promover o desenvolvimento socioeconômico do Estado.

“A Setec vai incluir a demanda do Cetam este ano, articulando com outros Ministérios a demanda de cursos, e prestando assessoria técnica, no sentido de viabilizar a expansão do atendimento da educação profissional no Amazonas”, afirmou o José Augusto.

COMPARTILHAR