O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida, apresentou números para rebater a afirmação do vice-líder do governo na Casa, Donmarques Mendonça (PSDB), de que a gestão interina “fez o que qualquer um faria”, na Segurança Pública.

Almeida destacou que em cinco meses de gestão concedeu a maior promoção da história da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros no Estado, o escalonamento da Polícia Civil e ainda teve a entrega de viaturas.

“Se quiserem combater o deputado David, façam melhor do que eu fiz. Quando assumi o governo, existia uma iminente paralisação da Polícia Militar e Polícia Civil, e em dois meses, aquilo que se dizia que não podia fazer, porque não tinha dinheiro, ou seja, a mesma ladainha que eu ouço agora, nós fizemos. Entregamos 291 viaturas e mais 73 que estavam prontas, mas seguraram para trocar o adesivo. Entreguei dois helicópteros que estavam parados”, argumentou David.

O presidente disse ainda ter colocado nas ruas 100 motocicletas e instituído o ciclopatrulhamento na Ponta Negra e no Centro, com bicicletas doadas por empresas. “Por onde ando sou cumprimentado pelos servidores da segurança. Se esse atual governo quiser me atacar com conversa fiada, eu vou rebater com números”, complementou David durante o Pequeno Expediente.

Segundo o parlamentar, a gestão de Amazonino Mendes não está conseguindo resolver os problemas do Estado e está tentando arranjar culpados.

“Há problemas que precisam de solução como o auxílio fardamento, as promoções da Polícia Civil que estão atrasadas, mas isso só se soluciona arregaçando as mangas para trabalhar, e não transferindo culpas. Eu não joguei culpa no colo do professor Melo, eu trabalhei”, concluiu.

COMPARTILHAR