Foto:Assessoria de Comunicação/Seduc

Despertar o interesse pela leitura utilizando teatro, música, desenhos e outras atividades lúdicas. É dessa forma que um projeto desenvolvido na Escola Estadual Gilberto Mestrinho, zona leste de Manaus, tem buscado garantir o aprendizado dos estudantes.

De iniciativa da professora de Língua Portuguesa da escola, Francys Sabrina Nascimento, 38, o projeto “Seu talento é show” existe há um ano e é trabalhado com turmas de 8º e 9º ano do Ensino Fundamental. De acordo com a professora, a ação tem trazido bons resultados para o aprendizado dos jovens.

“O projeto surgiu da dificuldade que a gente tem em relação à leitura. A maioria [dos alunos] não gosta de fazer leitura. Diante disso pensei em algo atrativo para eles. Fazendo algumas atividades em sala de aula, descobri que eles tinham vários talentos, alguns gostavam de desenhar, atuar, cantar… Daí veio à ideia de unir o útil ao agradável”, explicou Francys.

Segundo a professora Francys, após a leitura de livros com temas diversos, os estudantes precisam recontar as histórias, usando a criatividade.

“A ideia foi montar um projeto onde eles [os alunos] pudessem fazer leitura e recontar da forma que eles quisessem. A leitura é de livre escolha, eles escolhem os livros que eles gostam e através dessa leitura eles recontam as histórias por meio de desenhos, teatro, música, curta-metragem, usando o talento deles”, afirmou.

Além do aprendizado em sala de aula, o projeto, segundo Francys, tem refletido na formação dos estudantes. “É um aprendizado tanto na questão dos conteúdos de leitura, como também nos valores. Quando a gente trabalha com esses projetos, trabalha também a questão dos valores, do respeito, do companheirismo, do trabalho em grupo e isso influencia a vida deles”, contou a educadora.

Outro projeto elaborado pela professora Francys e que será desenvolvido em 2018 tem o objetivo de promover a discussão de temas do cotidiano através de atividades teatrais.

“Revelando talentos e resgatando valores” trará o debate de temas como bullying, abuso sexual, racismo, drogas, entre outros, para a sala de aula.

COMPARTILHAR