Home / ASSEMBLEIA EM PAUTA / Comissão de Saúde da Aleam colabora para execução do Plano Emergencial

Comissão de Saúde da Aleam colabora para execução do Plano Emergencial

Colaborador do Plano Emergencial da Saúde lançado pelo governador interino David Almeida (PSD), o presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), faz parte da comissão montada pelo Governo do Estado para colocar a iniciativa em prática. O conjunto de medidas tem como objetivo principal zerar as filas de espera para exames, consultas e cirurgias na rede pública estadual no prazo de 90 dias.

14_RICARDO-NICOLAU-PSD_PLANO-EMERGENCIAL-DA-SAuDE-4-593x381

No lançamento do plano, feito na última quarta-feira (17), o governador anunciou a liberação de R$ 22 milhões para o pagamento de salários atrasados de trabalhadores de empresas terceirizadas que prestam serviços para a rede estadual. David Almeida também assegurou o reabastecimento da Central de Medicamentos do Amazonas (Cema) em até 45 dias a partir da compra de medicamentos no valor de R$ 52 milhões.

“Vamos melhorar a distribuição desses medicamentos nas unidades de saúde, lembrando sempre da nossa população do interior, que enfrenta grandes dificuldades de acesso”, assegurou o governador, informando que a aquisição de produtos hospitalares passará a ser realizada somente pela Cema, dando prioridades aos fabricantes públicos de medicamentos para reduzir em 70% o valor da compra.

Durante o evento, Ricardo Nicolau acompanhou o titular da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), Vander Alves, na explanação dos tópicos do plano. Levantamento da pasta de saúde aponta que mais de 137,4 mil pessoas estão à espera de marcação de consultas e exames, enquanto outras 6,9 mil aguardam por uma cirurgia em todo o Amazonas. A meta do Governo do Estado é zerar as filas nos próximos 90 dias.

“Agradeço ao governador David Almeida pela oportunidade, em nome da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, de participar e colaborar junto aos gestores e profissionais da área para esse plano emergencial. Cada um de nós está dando o seu melhor para vencer esse desafio de melhorar a assistência em saúde da população”, declarou o deputado Ricardo Nicolau.

Diretrizes – As diretrizes do plano preveem dinamizar as atividades de todas as unidades e fundações vinculadas à Susam para que atuem no máximo de suas capacidades. Por consequência, o Estado aumentará a oferta dos serviços da própria rede de saúde, com apoio das empresas privadas já contratadas que terão seus contratos repactuados em 25%. O governo buscará, ainda, a integração com as redes municipais de Manaus e dos 61 municípios do interior.

O deputado Ricardo Nicolau explicou que as ações do plano serão custeadas por recursos federais da ordem de R$ 150 milhões que anualmente deixam de ser repassados ao Amazonas pelo teto-SUS, além de verbas do Tesouro Estadual. “Historicamente, o Amazonas não consegue cobrar o repasse dos R$ 700 milhões por ano a que tem direito para despesas de saúde, então, as unidades estão trabalhando para aumentar a produtividade”, disse o presidente da Comissão de Saúde.

Quinta Feira, 18 de Maio 2017

Veja Também

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*