O grande duelo entre os bumbás Caprichoso e Garantido, no 53⁰ Festival Folclórico de Parintins, começa a partir das 20h desta sexta-feira (29/06), no Centro Cultural de Parintins (Bumbódromo), na Ilha Tupinambarana, a 369 quilômetros de Manaus. Neste ano, o festival, uma das maiores manifestações folclóricas do Brasil, recebeu investimentos históricos do Governo do Amazonas, que também celebra os 30 anos do Bumbódromo, a arena palco do grande espetáculo.

“Fizemos de tudo para esse festival ser maravilhoso”, afirmou o governador do Amazonas, Amazonino Mendes, ao destacar os esforços do Estado e da Prefeitura de Parintins para a realização do festival e a melhoria da infraestrutura da cidade. Ao todo, o Governo do Amazonas investe perto de R$ 60 milhões em Parintins, o que inclui recursos para o festival, como a reforma do Bumbódromo e patrocínio dos bumbás, na infraestrutura, fomento e setor turístico da cidade.

Caprichoso e Garantido disputam o 53⁰ Festival Folclórico de Parintins durante três noites, nos dias 29 e 30 de junho e 1⁰de julho, com início às 20h. Como num teatro de arena, as agremiações prometem um espetáculo inesquecível de beleza e criatividade.

O bumbá Caprichoso, das cores azul e branco, entra na arena com o tema “Sabedoria Popular – Uma Revolução Ancestral”. O bumbá Garantido, das cores vermelho e branco, promete encantar com o tema “Auto da Resistência Cultural”.

“Eu quero receber um banho de emoções do Caprichoso e do Garantido, amar com vocês e me orgulhar de ter no meu Estado do Amazonas um povo tão criativo, tão inteligente e tão amável como o povo de Parintins”, ressaltou o governador, que destacou a importância do Bumbódromo para a população parintinense.

Para Amazonino Mendes, o Centro Cultural é uma homenagem ao povo de Parintins e, ao mesmo tempo, centro irradiador de desenvolvimento do município. “O Bumbódromo homenageia um povo criativo, um povo inteligente. Em contrapartida, o povo enriquece esse Bumbódromo, que gera emprego e aciona a economia. O prefeito (de Parintins, Bi Garcia) colocou claramente que, no período do festival, ingressam R$ 80 milhões, recursos que circulam na economia local. Além de gerar empregos diretos e indiretos, o Bumbódromo lustra e dá brilho a essa criatividade que Deus deu ao povo de Parintins”, afirmou o governador do Amazonas.

O prefeito de Parintins, Bi Garcia, destacou a decisão da Prefeitura e do Governo de investir no festival e na melhoria da infraestrutura da cidade, no setor de turismo e nas áreas da saúde e educação. “Nós trabalhamos num todo e a cidade está preparada para receber, nesse que eu considero o que será um dos maiores festivais de todos os tempos”, afirmou Bi Garcia.
A expectativa da Prefeitura é que a cidade receba um público de 100 mil visitantes durante o Festival deste ano. “Devemos ter um público bem expressivo. Vamos ter 25% de turistas estrangeiros e dobramos o número de voos para Parintins”, completou o prefeito.

Duelo dos bumbás – Com o tema “Sabedoria Popular – Uma Revolução Ancestral”, o Boi Caprichoso quer alcançar o feito que há mais de dez anos não se repete: o bicampeonato. “O Boi Caprichoso vem totalmente diferente de 2017. É um boi mais grandioso, audacioso, mais inovador, mas nunca perdendo sua essência, que é brincar de boi-bumbá, levar alegria a toda nação azulada. São mais de dez anos que o Boi Caprichoso não é bicampeão. O nosso pensamento é trazer esse título de volta, por isso o empenho de cada artista”, afirma o presidente do Boi Azul, Babá Tupinambá.

De acordo com o presidente do Conselho de Artes do Caprichoso, Ericky Nakanome, o boi, conhecido também como Touro Negro, promete revolucionar o Festival esse ano. “O Caprichoso vem dentro de uma proposta ousada, diferente, embasada, trazendo questionamentos políticos dentro da proposta da apresentação da Arena. Vamos fazer uma revolução, principalmente conceitual, aproximando muito mais essa linguagem folclórica operística. Uma revolução pelo saber popular”, explica Ericky.

Para reconquistar o título perdido no ano passado, o Boi Garantido traz o tema “Auto da Resistência Cultural”. “O Garantido vem com um Boi grandioso, que vai emocionar e surpreender do início ao fim. Você que é apaixonado pelo Boi Garantido pode esperar um Boi campeão, emocionante”, garante o presidente da agremiação, Fábio Cardoso.

O presidente da Comissão de Artes do bumbá, Edwam Oliveira, explica como o Boi vai para a Arena. “O tema foi criado e planejado para mostrar toda essa luta de resistência dos povos que compuseram a identidade do povo brasileiro. Vamos fazer o retrospecto desde a colonização, começando pela resistência indígena, passando pela resistência negra, até chegar a resistência dos povos da floresta. Temos a convicção de que será um grande espetáculo nas três noites”, garante Edwam.

Investimentos do Governo do Amazonas – O Governo do Amazonas investe mais de R$ 20 milhões diretamente no Festival Folclórico de Parintins, sendo R$ 3,5 milhões no trabalho de manutenção e reforma do Bumbódromo. Além disso, mais R$ 20 milhões estão sendo destinados para a recuperação do sistema viário do município, perfazendo quase 40 quilômetros de obras.

Como parte dos cerca de R$ 60 milhões que o Governo do Estado investe em Parintins estão, ainda, ações de tapa-buracos; implantação de iluminação LED e equipamentos de limpeza pública. Contempla também concessão de microcrédito, construção do Centro Multifuncional Casa do Produtor e de novos prédios da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), reparos nas 21 escolas estaduais do município, além de recursos anunciados para muro de arrimo da cidade.

A realização do Festival envolve, ainda, 15 secretarias estaduais, com mais de 1.200 servidores das mais diversas áreas, que atuam na operação da festa e em ações de áreas como segurança, saúde, lazer, cultura e social, junto à população e visitantes de Parintins.

De acordo com o presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Orsine Junior, o governador Amazonino Mendes, na sua política pública de incentivo ao turismo e aos grandes eventos do estado, retorna a Parintins com um investimento merecido ao Festival Folclórico. Foi no primeiro governo de Amazonino Mendes (1987-1990) que as obras do Bumbódromo de Parintins tiveram início.

Entre as novidades desse ano, de acordo com Orsine Junior, está o incremento das festividades que acontecem em paralelo ao Festival de Parintins, como a apresentação das quadrilhas e danças folclóricas, dos Bois Mirins “Tupi”, “Estrelinha” e “Mineirinho”, além da famosa Festa dos Visitantes, que este ano voltou com força total. “Todo esse investimento significa um maior fluxo de turistas e geração de emprego e renda na cidade. Trata-se de um investimento alto, mas com um retorno alto também para a economia de Parintins”, destaca Orsine Junior.

Patamar internacional – Segundo dados da Secretaria Municipal de Turismo de Parintins, o fluxo de turistas na cidade aumentou significativamente esse ano, com mais de 90% de ocupação da rede hoteleira da cidade semanas antes do início do Festival.

“O Governo do Estado retorna com a pujança do Festival e brinda o aniversário de 30 anos do Bumbódromo com esse investimento. Trata-se de uma festa importantíssima para o nosso turismo, um dos cartões postais do Amazonas. O povo de Parintins está muito feliz com essa retomada”, observa o presidente da Amazonastur.

Segundo Orsine Junior, a ação do Governo do Estado começou bem antes do festival, com o trabalho de treinamento do pessoal envolvido na recepção dos turistas em Parintins, além de uma ampla divulgação da festa durante a participação do Amazonas em importantes feiras de turismo nacionais e internacionais.

COMPARTILHAR