A Secretaria Estadual de Saúde (Susam), por meio da Coordenação de IST/AIDS e Hepatites Virais, lançou nesta quarta-feira (11) a campanha de combate à sífilis. As ações de incentivo à prevenção e ao diagnóstico precoce acontecerão em Manaus e nos 61 municípios do interior.

Segundo Silvana Lima, coordenadora estadual de IST/AIDS e HepatitJe que vem aumentando a cada ano. “É de conhecimento de todos, conforme já divulgou o Ministério da Saúde (MS), que o Brasil vive uma epidemia de casos de sífilis há alguns anos. E o cenário no Amazonas não é diferente do resto do país”, frisou.

Casos notificados – De janeiro a junho deste ano, foram notificados 459 novos casos de sífilis congênita (aquela passada de mãe para filho). No mesmo período, foram registrados 960 novos casos de sífilis em gestantes. “Os números são preocupantes”, destacou.

Ela chama atenção para a importância da população usar o preservativo em todas as relações sexuais e também realizar o teste rápido, pelo menos uma vez ao ano. As mulheres grávidas devem realizar o exame para sífilis ainda no pré-natal, para evitar que a infecção passe para o bebê. “A sífilis congênita é uma grande preocupação, porque pode causar aborto, má formação do feto ou morte ao nascer. As crianças são as mais afetadas”, disse.

Tratamento – A médica informa que a sífilis é uma doença que tem tratamento e que quando descoberta precocemente tem cura. “O tratamento deve ser feito na pessoa infectada e no seu parceiro. Caso contrário, a mulher, por exemplo, vai fazer o tratamento, se curar e o parceiro vai novamente transmitir a doença”, afirmou.

Durante a abertura da campanha, na FMT-HVD, foi realizado o “3º Seminário Estadual sobre Abordagem da Sífilis em Gestantes e Sífilis Congênita”. No evento foram discutidos “O papel  da Rede Cegonha no combate à sífilis em gestantes e sífilis congênita”, “A importância do pré-natal do casal no controle da sífilis congênita”, “Como diagnosticar a sífilis: testes treponêmicos e não treponêmicos”, “Fases clínicas e tratamento, seguimento e alta da sífilis adquirida e sífilis em gestante”, “Como diagnosticar e tratar o recém nascido”.

Programação – O tema da campanha deste ano é “Transmitindo Amor, Eliminando a Sífilis”.  Durante todo o mês os 62 municípios intensificarão o trabalho de prevenção, com oferta de testes rápidos e distribuição de mais de 1,6 milhão de preservativos masculinos e 86 mil folders informativos.

A programação da campanha de combate a sífilis inclui blitz educativa, com oferta de testes rápidos para diagnóstico da doença, distribuição de preservativos e folders informativos. Nesta sexta-feira (13), tem ação no Residencial Viver Melhor. No sábado (14), a atividade será realizada na Comunidade Lagoa Azul e domingo (16) na Comunidade São João, sempre das 8h30 às 12h. A organização, nesses três dias, é do Fórum Amazonas OSC, Núcleo de DST/AIDS e Hepatites Virais da Semsa e Coordenação Estadual de IST/Aids e Hepatites Virais.

De 16 a 20 deste mês, na Fundação Alfredo da Matta (Fuam), serão realizadas, durante todo o dia, atividades educativas, com a distribuição de folders e preservativos, na sala de espera do ambulatório. No dia 18, das 8h às 15h, haverá intensificação da oferta de testes rápidos de sífilis, no Laboratório da Fuam.

A Coordenação Estadual de IST/Aids e Hepatites Virais e o Fórum OSC realizarão blitze educativas em escolas do Estado. Dia 16, das 8h às 11h, estarão na Escola Antonio Lucena Bitencourt. Das 14h às 16h, a ação será na Escola Frei Silvio Vagheggi. No dia 17, as visitas serão nas escolas Adelaide Tavares de Macedo, das 8h às 11h, e Melo e Póvoas, das 14h às 16h. Dia 18, será a vez das escolas Josué Claudio de Souza, das 8h às 11h, e Júlio Cezar de Moraes Passos, das 14h às 16h. Dia 19, das 8h às 11h, encerram a programação na Escola Inspetora Ducineia Varela Moura.

Nos dias 19 e 20, o ônibus itinerante da Coordenação Estadual de IST/Aids e Hepatites Virais estará estacionado na avenida Epaminondas, em frente ao colégio Militar, das 9h às 15h, com disponibilidade de oferta de  600 testes rápidos, sendo 300 de sífilis e 300 de HIV. No local, serão distribuídos preservativos e folders informativos.

A programação continua no dia 23 até 25, com blitze informativas, às 16h, nas Maternidades Ana Braga, Dona Lindu e Balbina Mestrinho. Dia 28, o grupo Karitó estará na feira da Manaus Moderna, distribuindo preservativos e folders.

COMPARTILHAR