Foto: Reprodução Globo

Nesta semana a Câmara Municipal de São Paulo aprovou o reajuste dos servidores do Tribunal de Contas do Município de SP (TCM), criou dois novos benefícios e reajustou o chamado salário-esposa. Para quem não SABE, existe uma a lei municipal que concede um esse belo privilégio as esposas dos funcionários públicos do tribunal de contas, que não trabalham, ou sejam, elas ficam em casa e ainda recebem por isso.

Funcionários públicos homens recebem salário-esposa

E você já ouviu falar em salário esposa? esse benefício foi concedido somente aos servidores homens que são casados ou vivem junto com mulheres que não trabalham.

Foto: Reprodução Globo

E não se assuste, porque essa a lei municipal que concede esse belo presente é de 1979. No estado, a lei é de 1968.

Foto: Reprodução Globo

Segundo matéria da Rede Globo, em São Carlos, no interior do estado, o Ministério Público (MP) entrou com ação dizendo que o salário-esposa é inconstitucional. E foi acatado pelo juiz mesmo que em  caráter provisório, lá desde dezembro, o benefício está suspenso.

Se sancionada a lei aprovada pela Câmara o prefeito Bruno Covas (PSDB), vai liberar um aumento aos servidores do TCM  de 2,84% no SALÁRIO ESPOSA.

O prefeito afirmou nesta quinta-feira (28) que vai devolver o projeto para a Câmara.

Nem sancionar, nem vetar, nós vamos devolver assim que a gente receber o projeto da Câmara Municipal, porque se trata de outro poder, um outro orçamento”, disse. “  gente não vai entrar em uma decisão interna da Câmara”, declarou Bruno.

Além desse privilégio os funcionários do TCM também vão receber auxílio-alimentação de R$ 573 e auxílio saúde, caso o prefeito sancione a lei. O servidor que tiver plano de saúde privado poderá mostrar o pagamento da mensalidade e será reembolsado em até R$ 1.079.

Agora, você já pensou em não trabalhar e ainda ganhar por isso?

COMPARTILHAR