Foto: Edson Piola/portaldoamazonas.com - Todos os Direitos Reservados

Você sabe o que é Urucum?

A palavra urucum tem origem na linguagem Tupi-Guarani transliterado “uru-ku” e significa “vermelho”. Seu nome científico, “Bixa orellana L”, foi dado em homenagem a Francisco de Orellana (1490-1546), um membro da expedição de Francisco Pizarro e o primeiro explorador espanhol que navegou o rio Amazonas.

Na tradição indígena, a tinta extraída da semente do urucum cobre o corpo como forma de agradecer pela saúde dos membros da tribo e pela fartura obtida na pesca e na colheita.

A semente de urucum seca e triturada é o tempero que conhecemos como colorau o seu aroma doce adiciona sabor e o vermelho a cor aos alimentos. No entanto, após a chegada dos europeus na América do Sul, eles descobriram que a árvore tinha mais usos.

Foto: Edson Piola/portaldoamazonas.com – Todos os Direitos Reservados

 

As sementes podem ser extraídas de um óleo precioso que é uma solução para muitos problemas e o maior marco é a capacidade de tratar as condições da pele, bem como manter a pele macia e suave.

Ajuda com o revigoramento, harmonia e fortificação do fígado e diminuir a inflamação do fígado.

Foto: Edson Piola/portaldoamazonas.com – Todos os Direitos Reservados

A semente de urucum além do mais, têm a finalidade de amenizar as taxas de colesterol total, diminuir a pressão arterial e cuidar do edema. Também entre os benefícios do urucum há a proteção contra raios UVA e UVB, poder de cicatrização, redução do colesterol, bem como alívio de dores de estômago e problemas respiratórios.


Vídeo exclusivo portaldoamazonas.com – Todos os Direitos Reservados.


COMPARTILHAR