Até agosto, Batalhão Ambiental apreendeu volume de madeira ilegal estimado em mais de 200 árvores

 

De janeiro a agosto de 2019, o Batalhão de Policiamento Ambiental, da Polícia Militar do Amazonas, apreendeu 446 metros cúbicos de madeira ilegal, volume estimado em 220 árvores de dois metros de altura. Entre as mais apreendidas estão madeiras do tipo sarrafos, bitolas, tábuas e vigas.

Até agosto, a PM prendeu 120 pessoas suspeitas de envolvimento em crimes ambientais no estado. Os casos são encaminhados para a Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), da Polícia Civil do Amazonas. A estimativa de árvores por metros cúbicos considera espécies com cerca de dois metros de altura.

Rodovias e bairros da zona leste de Manaus foram os locais de maior apreensão do material irregular. De acordo com informações do comandante do Batalhão, tenente-coronel Marlon Benfica, a zona leste concentra boa parte das apreensões porque possui grande número de serrarias.

Quem trafega com esse material sem a documentação necessária está cometendo crime ambiental, ressalta Benfica. Sem o Documento de Origem Florestal (DOF), o material é apreendido e conduzido para a Delegacia, que o encaminha para projetos socioassistenciais.

“Lá é feito o procedimento e, por meio de cadastro que já existe na Delegacia, o material será possivelmente doado no final”, enfatizou Benfica.

 

Foto: Divulgação/SSP-AM

 

Aumento de apreensão de carvão – De janeiro a agosto de 2019, o Batalhão apreendeu 224 metros cúbicos de carvão. O registro representa um aumento de 23,7% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram capturados 181 metros cúbicos de carvão.

O comandante destaca que as ações realizadas de combate aos crimes contra o meio ambiente são de grande importância, e que muito desse trabalho é realizado em conjunto. “Não só o Batalhão Ambiental, mas todos os órgãos ligados ao meio ambiente fazem sua parte com todo zelo, com todo cuidado, tentando evitar esses prejuízos à natureza”.

Disque-denúncia – Para relatar crimes contra o meio ambiente, a população pode entrar em contato com a linha direta do Batalhão Ambiental, por meio do número (92) 98842-1553, que também recebe mensagens no aplicativo Whatsapp. É possível, ainda, fazer denúncias anonimamente para o 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

 

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/
Close