FOTO: DIVULGAÇÃO/ARSAM

Na manhã desta segunda-feira (04/06), os servidores da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) estiveram no Gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Itacoatiara para discutir, com vereadores, órgãos municipais e representantes de empresas de transporte, sobre a qualidade da prestação dos serviços de transporte rodoviário intermunicipal.

O encontro foi presidido pelo vereador de Itacoatiara, João Bosco (PP), que reuniu, além da Arsam, representantes da empresa Aruanã, Instituto Municipal de Trânsito e Transporte de Itacoatiara (IMTT) e vereadores do município, que, na ocasião, descreveram problemas referentes à qualidade dos ônibus intermunicipais e falaram sobre não conformidades constatadas nos veículos, como cadeiras quebradas e goteiras e, ainda, sobre o uso da Rodoviária para estacionar os ônibus. O representante da empresa Aruanã, Flávio Cândido, afirmou que, por conta do alto custo para realizar as manutenções da garagem da empresa no município, não houve mais investimentos.

Durante a reunião, o chefe do Departamento de Transporte da Autarquia, Oziel Mineiro, falou sobre a atuação da Arsam para realizar o cadastramento dos táxis intermunicipais que praticam a modalidade de afretamento, as documentações solicitadas e sobre os avanços da agência na nova gestão.

“O encontro foi importante para alinhar as melhorias nos serviços de transporte intermunicipal junto às autoridades do município e empresas de ônibus de linha regular. Na reunião, salientamos que, na gestão do diretor-presidente Walter Cruz, resoluções como a 004/2018, que aumenta o tempo de vida útil dos carros e caminhonetes de 7 para 10 anos e dos ônibus e micro-ônibus de 10 para 15 anos, foram criadas para possibilitar aos representantes das empresas de transporte mais tempo de aproveitamento das frotas e aos usuários mais conforto e segurança na utilização dos veículos”, explicou Mineiro.

O diretor-presidente da Arsam, Walter Cruz, afirmou que o debate obteve resultados positivos tanto para os vereadores quanto para a população de Itacoatiara e, ainda, para a própria Arsam, que tem trabalhado intensamente em Itacoatiara, visto que é um município importante, pois dá acesso a Itapiranga, Rio Preto da Eva e Silves.

“Devido ao intenso fluxo de transportes na região, houve a necessidade de colocarmos um fiscal da Arsam permanente lá. Estamos realizando um serviço de regulação e controle mais intenso com a implementação do selo que autoriza a circulação dos transportes. Este selo tem um ano de validade e é a garantia de que o veículo foi vistoriado e possui todos os pré-requisitos necessários para a realização do transporte”, comentou.

COMPARTILHAR