FOTO: VINÍCIUS FEDER/AMAZONASTUR

Orientar e incentivar os estabelecimentos comerciais de Iranduba a regularizarem o Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). Este foi o motivo da visita técnica da empresa Estadual de Turismo (Amazononastur) no município da Região Metropolitana de Manaus, localizado a 27 quilômetros da capital.

A iniciativa segue a proposta do Governo do Estado de fomentar o turismo, visto que o Cadastur é um sistema executado pelo Ministério do Turismo de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo. O cadastro garante diversas vantagens e oportunidades de negócios aos seus cadastrados e é também uma importante fonte de consulta para o turista.

Com o apoio da Secretaria de Turismo de Iranduba, a Empresa Estadual conversou com empresários locais, esclareceu as dúvidas e demonstrou a importância de regularizar a situação junto ao Ministério para desenvolver suas atividades.

De acordo com a secretária de Turismo de Iranduba, Karina dos Santos, a atividade de ordenamento vai gerar benefícios para todos. “Nossa proposta é fazer essa conscientização em todos os empreendimentos da área do turismo para que todos possam se regularizar. Precisamos desse ordenamento e as empresas devem estar dentro das normas exigidas. Será bom para todos os lados, empresários, Prefeitura, Estado e mais ainda para os turistas que visitam a região”, afirmou.

A ação foi bem aceita pelos empreendedores, pois demonstra o compromisso do Estado em conhecer as necessidades locais. “Tenho muito interesse em realizar o cadastro e atender as normas exigidas pelo Ministério do Turismo. Começamos nossos serviços na Copa do Mundo, quando vimos a oportunidade de receber turistas que tinham interesse em conhecer Iranduba. A partir de então, nosso negócio foi se expandindo e por isso sabemos o quanto é importante se regularizar no Cadastur e assim poder divulgar mais ainda nosso estabelecimento como opção de turismo”, declarou o empresário José Lopes.

Pela Amazonastur, a responsável pela visita técnica Luciana Batista ressaltou que o ordenamento turístico é uma meta da Empresa como forma de consolidar a proposta do Governo do Estado de fomentar o segmento. “Nosso objetivo é identificar e conhecer os estabelecimentos com fins turísticos não só para que eles se regularizem no Cadastur, mas também para que possamos divulgar os empreendimentos e os serviços que eles oferecem como opção aos turistas que visitam o Amazonas”, disse.

COMPARTILHAR