Alunos de projeto social da Polícia Civil conquistam 4 medalhas de ouro em Campeonato de Jiu-Jitsu, em Portugal

Três atletas do projeto de Jiu-Jitsu mantido pela Polícia Civil do Amazonas, sob a coordenação do investigador Melquisedeque Galvão, faixa preta da arte suave, conquistaram quatro medalhas de ouro e uma de bronze no Campeonato Europeu de Jiu-Jitsu (European Jiu-Jitsu Championship), ocorrido de 15 a 20 de janeiro deste ano, em Odivelas, Portugal. Alessandro Oliveira, 15, Diogo Reis, 16, e Micael Galvão, 15, vêm se destacando na modalidade.

De acordo com Galvão, esse foi o primeiro dos quatro grandes eventos que os atletas irão participar durante o ano, além dos jogos pan-americanos e o campeonato mundial, que acontecem, respectivamente, em março e junho, na Califórnia, nos Estados Unidos da América (EUA). Eles também irão competir no campeonato brasileiro, que ocorrerá em abril, no município de Barueri, São Paulo.

“No dia 13, Micael venceu um desafio inédito na história do esporte. Foi a primeira vez que um faixa azul de 15 anos de idade lutou contra um faixa preta adulto. Na ocasião, Micael venceu a luta por finalização e o adversário dele, infelizmente, teve o braço quebrado. Hoje, o mundo todo noticia os feitos dos meninos. Eles são referência mundial em treinamento de alto nível”, declarou o investigador.

Alessandro disputou pela categoria Juvenil 1, peso leve (até 45 kg) e trouxe a medalha de bronze com a faixa azul. Já Diogo, pela categoria Juvenil 2, peso pena (até 64 kg) e, na disputa de peso aberto, no qual somente podem participar os três primeiros colocados de cada categoria, obteve ouro em ambas. Micael foi campeão pela categoria Juvenil 1, peso pesado (até 79 kg), e na disputa de peso aberto para Juvenil 1.

Sonhos – O investigador informou que Alessandro, natural de Castanhal, no estado do Pará, veio para Manaus há cerca de quatro meses, para treinar no projeto, em busca de avanços na carreira. Diogo já treina com Galvão há seis anos e Micael, que é filho do policial civil, treina com o pai há 10 anos.

Lotado atualmente no Departamento de Controle e Avaliação (DCA) da Polícia Civil do Estado do Amazonas, o investigador Melquisedeque Galvão disse que o projeto é direcionado a crianças e adolescentes, tendo por objetivo promover a educação, por meio do esporte, e resgatar pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Sobre o projeto – Os treinos ocorrem em uma espaço próprio, situado na rua Rogério Magalhães, núcleo dez do bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus. Galvão desenvolve esse trabalho com os atletas desde fevereiro de 2011, quando criou o inicialmente “Ferinhas do Jiu-Jitsu”, que, posteriormente, passou a ser chamado de projeto “Nandinho”, em homenagem ao aluno Fernando de Araújo Corrêa Filho, falecido em 2012.

O policial civil retornou em fevereiro de 2018 com um novo projeto, no mesmo formato do anterior, e enfatizou que crianças a partir de quatro anos de idade já podem participar dos treinos, que acontecem às 7h e às 10h, à tarde inicia às 15h, tendo outras turmas às 18h, 19h e às 20h. Interessados em fazer parte do projeto de Jiu-Jitsu da Polícia Civil podem obter mais informações pelo número de telefone: (92) 99174-1713. Atualmente a iniciativa atende oito atletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker