Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Nesta terça-feira (2) técnicos e pesquisadores dão abraço coletivo para marcar um mês do incêndio no Museu Nacional, na Quinta da Boa vista, no Rio.

O objetivo é somar forças em prol da mais antiga instituição científica do País, que completou 200 anos de fundação

O local é referência da memória científica, cultural e histórica do Brasil, além de um acervo de história natural, arqueologia e culturas indígenas e africanas.

O Museu Nacional funcionava no palácio que foi residência da família imperial brasileira, na Quinta da Boa Vista, parque municipal da zona Norte do Rio.

COMPARTILHAR