O animal na forma melânica é chamado de onça-preta e em tupi-guarani recebe o nome de jaraguá-pichuna. Pela sua raridade, a onça-preta é um animal que desperta grande procura por parte dos zoológicos de todo mundo. Durante muito tempo quiseram alguns zoólogos classificar esse animal como uma nova espécie. Um grave erro, visto que a onça-preta pode nascer no meio de uma ninhada de “pintadas”, bem como de um cruzamento de onças-pretas pode nascer uma onça-pintada. A onça-preta ocorre com frequência em regiões florestadas.

onça

NOME COMUM: Onça preta, pantera negra, pantera nebulosa
NOME EM TUPI GUARANI: jaraguá-pichuna
NOME CIENTÍFICO: Panthera onca
NOME EM INGLÊS: Black Panther
FILO: Chordata
CLASSE: Mammalia
ORDEM: Carnívora
FAMÍLIA: Felidae

CARACTERÍSTICAS:
Maturidade sexual aos 3 anos
Período de vida: 18 a 20 anos
Gestação: 93 a 110 dias
Número de filhotes: 1 a 3
Filhotes: são amamentados durante 3 a 4 meses e permanecem com a mãe por 2 anos.
Comprimento: 3 metros da ponta da cauda à ponta do focinho
Peso: 140 kg

Distribuição Geográfica: Geograficamente eles são achados da Amazônia até a mata Atlântica do Rio Grande do Sul. É encontrada também na América Central e do Norte.

Habitat: São achados jaguares em florestas tropicais. Eles preferem florestas densas ou pântanos com uma provisão pronta de água.

Alimentação na selva: Carnívoro. Grandes e pequenos mamíferos. Onça-preta na Amazônia come rãs, peixe, tartarugas, e jacarés pequenos
Alimentação no jardim zoológico: Carne.

Curiosidade: Um jaguar pode derrubar presa quase quatro vezes seu próprio peso.

Predadores: Por causa de seu poder, as onças pretas não têm nenhum real predador diferente do homem. Também não tem nenhum rival para comida e território.

Estrutura social: Excluindo durante a época de reprodução, as onças-pretas são criaturas solitárias. Eles ficam principalmente em terra embora eles podem nadar bastante bem. Eles podem se comunicar com vários sons vocais e podem usar cheiro para marcar o território. Eles também não podem ser classificados como diurno ou noturno pois dependendo do territorio que habitam, eles podem ter qualquer um dos dois.

Na onça-pintada ocorre também o fenômeno do melanismo, comum aos leopardos asiáticos (pantera – negra) e outros felinos. A coloração amarela, neste caso, é substituída por uma pelagem preta ou quase preta. Dependendo da incidência da luz, percebe-se o mesmo tipo de manchas oceladas encontradas nas onças comuns.

COMPARTILHAR