Foto:Assessoria de Comunicação /SSP

O vice-governador e secretário de Segurança Pública, Bosco Saraiva, determinou na quinta-feira (8/3) o envio de reforço policial ao município de Nova Olinda do Norte (a 135 quilômetros de Manaus) para investigar três homicídios e uma tentativa de homicídio registrados na cidade entre o dia (7/3) e  (8/3). Informações preliminares indicam que os crimes têm relação com a disputa pelo tráfico de drogas. Uma equipe da Polícia Civil – composta por policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e Grupo Fera – e da Polícia Militar chegou por volta das 15h30 em Nova Olinda do Norte.

Segundo informações do Comando-Geral da Polícia Militar, o primeiro homicídio foi registrado por volta das 13h40 de quarta-feira. A vítima foi Valcenildo Dias da Silva, 31, alvejado com um disparo de arma de fogo. Conforme relatos de testemunhas, a morte aconteceu após discussão da vítima com outro homem sobre venda de drogas no bairro Sarapolândia.

Outra vítima foi Elcenir Souza Almeida, 25, morto com dois disparos de arma de fogo também na noite de ontem. Ele cumpria prisão domiciliar por tráfico de drogas e, segundo testemunhas relataram a PM, continuava envolvido com o crime.

Na madrugada desta quinta-feira, por volta das 5h40, o corpo de Daniel Felipe Brasil da Silva, 30, foi encontrado esquartejado no KM 4 da AM 254, a estrada do Curupira, dentro de duas malas. Conhecido sob a alcunha de “Daniel Crime”, a vítima também cumpria prisão domiciliar por tráfico de drogas.

Gedielson Oliveira dos Santos, 30, conhecido como ‘Cearazinho’, foi vítima de tentativa de homicídio. Ele foi ao velório de Valcenildo Dias e foi recebido a tiros. Segundo relatos feitos a PM, Gedielson teria ido ao local tomar satisfações. Ele também cumpria prisão domiciliar por tráfico de drogas. Gedielson foi transferido para o Hospital e Pronto-socorro 28 de agosto, em Manaus, por volta das 10h desta quinta-feira. Conforme boletim do Hospital, ele está no centro cirúrgico.

A equipe de investigação da Polícia Civil é liderada pelo delegado titular da DEHS, Juan Valério.

 

COMPARTILHAR